Bolsas asiáticas têm forte elevação; Hong Kong salta 4,1%

Desempenho positivo de mercado nos EUA e esperança sobre acordo contra crise na Europa impulsionam bolsas na Ásia

Ricardo Criez, da Agência Estado,

24 de outubro de 2011 | 08h01

As Bolsas da Ásia apresentaram um forte desempenho. O rali foi estimulado pela forte alta em Wall Street, ocorrida na sexta-feira, e pelas expectativas de que o encontro de cúpula da União Europeia irá encontrar uma solução para a crise da dívida europeia. O mercado tailandês não operou devido a um feriado local.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, também alavancada pela redução das preocupações sobre o crescimento econômico da China, após a divulgação dos bons números de setembro sobre a indústria manufatureira. O índice Hang Seng disparou 746,10 pontos, ou 4,1%, e fechou aos 18.771,82 pontos.

O fortalecimento da atividade manufatureira fez as Bolsas da China fechar em elevação, encerrando quatro pregões seguidos de perdas. O índice Xangai Composto subiu 2,3% e terminou aos 2.370,33 pontos. O índice Shenzhen Composto ganhou 1,9% e encerrou aos 977,03 pontos.

O yuan subiu ante o dólar, uma vez que o banco central conduziu a alta da moeda local via taxa diária de referência de câmbio pela segunda sessão consecutiva, em linha com a queda da divisa americana ante as outras principais moedas no fim de semana. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3754 yuans, de 6,3840 yuans sexta-feira. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,3549 yuans, de 6,3628 yuans sexta-feira.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, seguiu a forte alta de HK e da China. O índice Taiwan Weighted subiu 2,97% e terminou aos 7.470,30 pontos.

Já na Bolsa de Seul, as instituições domésticas foram destaque nas compras na Coreia do Sul. O índice Kospi escalou 3,3% e terminou aos 1.898,32 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney apresentou a maior alta em duas semanas, também alavancada pelos fortes resultados da indústria manufatureira chinesa. O índice S&P/ASX 200 avançou 2,7% e fechou aos 4.255 pontos, em baixo volume de negociações.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, finalizou em linha com os demais mercados regionais. O índice PSEi ganhou 0,83% e encerrou aos 4.201,08 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em alta, acompanhando as demais asiáticas. O índice Straits Times avançou 1,8% e fechou aos 2.760,95 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 2,4% e fechou aos 3.706,78 pontos, com compras de investidores estrangeiros na expectativa de fortes ganhos no fechamento de nove meses.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, ganhou 0,8% e fechou aos 1.450,02 pontos. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.