Bolsas caem na Ásia; Tóquio espera decisão sobre juro

A Bolsa de Tóquio fechou com o índice Nikkei em baixa de 98,53 pontos (-0,63%), a 15.627,49 pontos. O início da reunião de política monetária do Banco do Japão (BOJ, na sigla em inglês) fez com que investidores, preocupados, realizassem lucros com corretoras diante de um possível aperto. O encontro termina amanhã, quando será anunciada a decisão. Fortes vendas no mercado de futuros antes do vencimento de contratos de março nesta sexta-feira contribuíram para o declínio de ações como as da Mitsui & Co (-2,8%) e Mitsubishi UFJ Securities (-4,9%). Estrategistas da Nomura Securities disseram que empresas que negociam ativos, nas quais o nível de dívida atrelado a juros ainda estão relativamente altos, serão as mais atingidas caso o BOJ ponha fim à sua política ultraflexível. As perdas do Nikkei foram em parte compensadas por alguns papéis do setor imobiliário, que subiram com a reportagem de que o Mitsubishi Estate (+2,5%) vai registrar um lucro operacional recorde em seu ano fiscal que termina em março de 2007, graças ao aumento dos aluguéis de prédios comerciais e à queda do número de imóveis vagos. As varejistas tiveram desempenho pior, com a Daiei fechando em baixa de 0,6%, depois de ter afirmado que prevê um prejuízo antes de impostos de 3 bilhões de ienes no ano fiscal que termina em fevereiro. A previsão anterior era de prejuízo de 2 bilhões de ienes para o período. Softbank fechou em baixa de 2,5%, em meio a preocupações com sua estratégia de aquisição da unidade de telefonia móvel da Vodafone no Japão. Bolsas asiáticas A Bolsa de Hong Kong fechou com o índice Hang Seng em baixa de 0,70%, com a continuação da realização de lucros. Os declínios foram liderados pelas blue chips HSBC (-0,2%) e China Mobile (-1,1%). Na Coréia do Sul, o índice Kospi caiu 0,20%, com os investidores estrangeiros vendendo ações da Samsung Electronics (-1%), preocupados com o lucro da empresa no primeiro trimestre. Na China, a possibilidade da retomada de ofertas públicas iniciais e a expectativa de lucros corporativos fracos prejudicaram os índices Shangai Composto (-0,8%) e Shenzen Composto (-0,6%). Em Taiwan, o índice Weighted cedeu 0,53%, prejudicado pela queda de ações de tecnologia nos EUA. Na Bolsa de Jacarta, a correção do preço de ações dos setores automobilístico e bancário fez com que o índice JSX Composto caísse 1,02%. Nas Filipinas, o ambiente de juros em alta provocou uma queda de 1,07% do índice PSE. Em Kuala Lumpur, na Malásia, o índice Composto caiu 0,18%. A Bolsa da Cingapura foi na contramão dos demais mercados asiáticos e fechou com o índice Straits Times em alta de 0,54%, ajudada pela procura por ações com preços baixos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.