Bolsas da Ásia fecham em alta com Wall Street

Perspectivas de medidas de estímulo econômico na Europa influenciaram investidores

Agencia Estado

30 de julho de 2012 | 06h51

Novamente à exceção da China, os mercados asiáticos encerraram em alta nesta segunda-feira. O embalo positivo de Wall Street na sexta-feira e as perspectivas de novas medidas de estímulo econômico na Europa influenciaram os investidores da região. Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong. O Hang Seng avançou 1,6% e terminou aos 19.585,40 pontos, após alta de 2% na sexta-feira.

Já as Bolsas da China voltaram a apresentar o pior fechamento em mais de três anos. O mercado foi abalado pelo forte declínio nas ações tipo B, que caíram por causa do potencial risco de serem retiradas da lista em meio às novas rigorosas regras para eliminar os papéis fracos. O Xangai Composto caiu 0,9% e terminou aos 2.109,09 pontos, o pior fechamento desde 3 de março de 2009. O Shenzhen Composto recuou 1,7%, aos 861,82 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou no azul, com ações do setor financeiro subindo na expectativa de que o Banco Central Europeu (BCE) e líderes de nações da zona do euro conseguirão conter a crise da dívida do bloco. O índice Taiwan Weighted subiu 0,48%, aos 7.158,88 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, encerrou o dia em alta, sustentada pelo ganho em ações de grandes empresas de tecnologia. O índice Kospi subiu 0,80%, aos 1.843,79 pontos, no melhor fechamento desde o início de julho.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney também fechou positiva e na maior pontuação em 11 semanas, com a redução da aversão ao risco diante das expectativas de uma solução para a crise do euro. O índice S&P/ASX 200 subiu 0,85%, aos 4.245,70 pontos.

Os fortes balanços corporativos do primeiro semestre alavancaram a Bolsa de Manila, nas Filipinas. O PSEi ganhou 1,1% e encerrou aos 5.277,90 pontos, com pesado volume de negociações. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.