Bolsas da Ásia fecham em alta; Hong Kong sobe 0,13%

A maior parte dos mercados asiáticos fechou em alta, à medida que as perspectivas animadoras para 2011, a fraqueza do dólar e os preços firmes de metais impulsionaram o sentimento, com as ações das empresas de matérias-primas subindo na China e na Austrália. A Bolsa de Hong Kong registrou leve alta, acompanhando os ganhos no continente, depois que dados econômicos da China mostraram que a atividade industrial do país continuou a se expandir em dezembro, embora em um ritmo mais lento. O índice Hang Seng avançou 0,13%, para 22.999,34 pontos. Os analistas afirmaram que o índice deverá subir levemente acima dos 23 mil pontos na sexta-feira, na última sessão de 2010. Até agora, a bolsa acumula no ano alta de 5,2%. ICBC avançou 1,2%, China Construction Bank teve alta de 0,7% e Bank of Communications subiu 0,3%.

ANTONIO CAZZALI, ROBERTO CARLOS DOS SANTOS E CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

30 de dezembro de 2010 | 10h30

Na China, as bolsas também encerraram o dia em elevação moderada, com a alta das ações das fabricantes de metais e das companhias aéreas compensando o enfraquecimento dos papéis das empresas de desenvolvimento imobiliário. O índice Xangai Composto subiu 0,3%, para 2.759,57 pontos. Já o índice Shenzhen Composto subiu 0,4% e fechou aos 1.261,10 pontos. Segundo analistas, o Xangai Composto enfrentará a resistência psicológica de 2.800 pontos na sexta-feira, último dia de negociação neste ano. Yunnan Copper subiu 4,8%, Jiangxi Copper avançou 3,5%, China Southern Airlines teve alta de 4,7% e Air China avançou 2,4%.

O yuan registrou nova máxima recorde em relação ao dólar, depois que o banco central chinês reduziu a taxa de paridade central dólar-yuan pela oitava sessão consecutiva, enquanto o volume de negociações sazonalmente fraco ampliou o efeito da demanda dos clientes de bancos pela moeda chinesa. Operadores disseram que o dólar poderá se recuperar na sexta-feira, após ter atingido hoje o nível de suporte psicológico de 6,6000 yuans.

No mercado interbancário, o dólar encerrou o dia cotado em 6,6008 yuans, de 6,6212 yuans de ontem. A moeda norte-americana foi comercializada entre 6,6000 yuans e 6,6232 yuans. O banco central chinês fixou a taxa de paridade central dólar-yuan em 6,6229 yuans, uma cotação mínima recorde, de 6,6247 yuans ontem.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, encerrou o dia em alta, com os preços mais elevados dos metais impulsionando as empresas mineradoras. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,32%, atingindo 4.790,38 pontos. As cotações de cobre, ouro, chumbo e alumínio ajudaram a BHP Billiton a avançar 0,9%, enquanto Rio Tinto subiu 0,3%.

A Bolsa da Coreia do Sul fechou 2010 no maior patamar em mais de três anos, em meio às expectativas de que a ampla liquidez no sistema financeiro global continuará provavelmente a fluir para os mercados locais. O índice Kospi avançou 0,37%, aos 2.051,00 pontos - o maior nível de fechamento desde 6 de novembro de 2007, quando fechou aos 2.054,24 -, conduzida principalmente pelos ganhos das empresas financeiras. No ano, o índice acumulou alta de 21,9% em comparação com os 1.682,77 pontos registrados no fim de 2009. KB Financial Group avançou 0,8%, Woori Finance Holdings teve alta de 1,6% e Hana Financial Group subiu 1,9%. A bolsa sul-coreana estará fechada amanhã e só reabrirá no dia 3 de janeiro.

Em Taipé, a Bolsa de Taiwan fechou em alta, apoiada pela repercussão dos ganhos das gigantes do setor de tecnologia, após perdas recentes. O índice Taiwan Weighted subiu 0,47%, aos 8.970,91 pontos. Nas Filipinas, a Bolsa de Manila fechou seu último pregão do ano praticamente estável, com o índice PSEi apresentando ganho de 0,04%, aos 4.201,14 pontos. O resultado é 38% superior ao observado no último pregão do ano passado, o que significa que o desempenho da Bolsa de Manila foi um dos melhores da Ásia neste ano.

O índice SET da Bolsa Bangcoc, na Tailândia, encerrou a última sessão de 2010 em queda de 0,18%, aos 1.032,76 pontos. No ano, o índice acumulou ganho de 41%. O mercado não funcionará na sexta-feira e na segunda-feira. True Corp caiu 1,4%, Charoen Pokphand Foods teve baixa de 0,4%, Siam Commercial Bank cedeu 1,4% e PTT Chemical recuou 1,3%.

A Bolsa de Cingapura terminou estável, uma vez que os investidores encerraram suas posições antes do fechamento dos negócios neste ano. O índice Straits Times subiu 0,14%, para 3.212,46 pontos. Operadores e analistas afirmaram que o índice pode manter sua tendência de alta, após ter quebrado os níveis de resistência nas recentes sessões. Sembcorp Marine avançou 3,1% e Keppel Corp teve alta de 1,8%.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 0,12% e fechou aos 3.703,51 pontos, conduzido pela compra de ações de primeira linha por estrangeiros devido às expectativas de balanços trimestrais robustos. O índice acumula alta de 46% no ano. A Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, fechou em queda na última sessão do ano, com os investidores realizando lucros após os ganhos recentes. O índice composto de cem blue chips caiu 0,36%, para 1.518,91 pontos, mas encerrou o ano com alta de 19,33%. Os mercados financeiros da Malásia estarão fechados amanhã. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesbolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.