Bolsas da Ásia fecham em queda

Alta das taxas de juro da dívida espanhola também leva preocupação ao mercado asiático

Agencia Estado

19 de junho de 2012 | 06h42

A maioria dos mercados asiáticos encerrou em baixa nesta terça-feira. O aumento da taxa de juros da dívida espanhola veio como um balde de água fria no otimismo dos investidores após o resultado positivo nas eleições da Grécia.

A Bolsa de Hong Kong, contudo, encerrou estável. O Hang Seng Index terminou aos 19.416,67 pontos. Houve modesta realização de lucros, após o rali de 3,3% nos últimos dois pregões. Os investidores evitaram fazer grandes apostas, embora tenham esperanças de medidas de flexibilização monetária por parte do FOMC, dos Estados Unidos.

As Bolsas da China ficaram no campo negativo, com as preocupações sobre excesso de liquidez com os planos de lançamento de novas IPOs por Citic Heavy Industries e China National Nuclear Power. O Xangai Composto caiu 0,7% e terminou aos 2.300,79 pontos. O Shenzhen Composto também perdeu 0,7%, aos 958,00 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em baixa ressentindo-se do custo elevado de empréstimos à Espanha, o que reavivou as preocupações sobre a dívida soberana na zona do euro. Os investidores também aguardam o desdobramento da reunião do FOMC. O índice Taiwan Weighted caiu 0,11%, aos 7.273,13 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, encerrou estável com as preocupações renovadas sobre a situação na Espanha pesando no mercado após a forte alta registrada na segunda-feira. O índice Kospi fechou aos 1.891,77 pontos. Os investidores estão focados na reunião de dois dias do FOMC, que começa hoje.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou em ligeira queda, também influenciada pelo pessimismo sobre a situação espanhola. O índice S&P/ASX recuou 0,33%, aos 4.123,33 pontos.

Já a Bolsa de Manila, nas Filipinas, apresentou alta, ajudada pelas compras em blue chips no final do pregão. O índice PSEi ganhou 0,6% e encerrou aos 5.081,61 pontos, com moderado volume de negociações. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.