Bolsas da Ásia fecham em queda

Reunião de cúpula da União Europeia, que começa hoje em Bruxelas, deixa mercado cauteloso

Agencia Estado

28 de junho de 2012 | 06h17

A maioria dos mercados asiáticos terminou no campo negativo nesta quinta-feira. Os investidores da região evitaram apostas agressivas à espera da reunião de cúpula da União Europeia, que começa hoje em Bruxelas. As bolsas também reagiram a fatores locais.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, que reagiu também no embalo baixista da Bolsa de Xangai, devido às persistentes preocupações sobre a desaceleração da economia chinesa. O Hang Seng caiu 0,8% e terminou aos 19.025,27 pontos.

Já as Bolsas da China apagaram os ganhos da sessão da manhã e terminaram na pior pontuação em quase seis meses por causa do contínuo pessimismo sobre as perspectivas da economia doméstica. O Xangai Composto perdeu 1% e terminou aos 2.195,84 pontos - foi o sétimo pregão seguido de perdas e o pior fechamento desde 6 de janeiro. O Shenzhen Composto também recuou 1%, aos 909,28 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em baixa após comércio instável, com os investidores adotando abordagem cautelosa antes da temporada de balanços e da reunião da UE. O índice Taiwan Weighted recuou 0,19%, aos 7.169,61 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, fechou em leve alta, mas com falta de dinamismo diante da reunião da UE. O índice Kospi subiu apenas 0,08%, aos 1.819,18 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney encerrou o dia estável, com o índice S&P/ASX 200 aos 4.044,84 pontos. Empresas cíclicas ajudaram a sustentar o mercado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.