Bolsas da Ásia se recuperam com comentários do Fed

Repercutiu bem indicações de que os juros nos EUA continuarão baixos para estimular o mercado de trabalho

Antonio Rogério Cazzali, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos, Agencia Estado

27 de março de 2012 | 07h52

A maioria dos mercados asiáticos apresentou acentuada recuperação nesta terça-feira, após os fracos resultados da véspera. Os investidores reagiram bem à declaração do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Ben Bernanke, de que as baixas taxas de juros são necessárias para apoiar o mercado de trabalho local. Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, com destaque para a recuperação das ações cíclicas. O índice Hang Seng ganhou 378,05 pontos, ou 1,83%, e encerrou aos 21.046,91 pontos.

Já as Bolsas da China estancaram os ganhos da manhã e terminaram em queda por causa das crescentes preocupações de que Pequim poderá abrandar o ritmo da flexibilização da política monetária devido à potencial pressão inflacionária provocada pela alta dos preços das commodities. O índice Xangai Composto caiu 0,2% e terminou aos 2.347,18 pontos. O índice Shenzhen Composto perdeu 0,5% e encerrou aos 948,10 pontos.

O yuan subiu ante o dólar após o banco central conduzir a moeda a seu recorde de alta pelo terceiro dia seguido. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3072 yuans, de 6,3140 yuans ontem. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,2840 yuans, de 6,2858 yuans na véspera.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, encerrou o dia em alta provocada pela caça de pechinchas em companhias focadas em exportação, como TSMC e Hon Hai. O índice Taiwan Weighted avançou 0,78% e terminou aos 8.029,46 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou positiva, com investidores estrangeiros comprando ações. O índice Kospi subiu 1,02% e encerrou aos 2.039,76 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou em alta, com as ações cíclicas valorizadas. O índice S&P/ASX 200 subiu 0,90% e terminou aos 4.301,33 pontos.

Também fechou em alta a Bolsa de Manila, nas Filipinas. O índice PSE ganhou 1% e terminou aos 5.078,10 pontos, com pesado volume de negociações.

A Bolsa de Cingapura subiu 1,5% e fechou aos 3.018,91 pontos, maior nível desde 15 de março e primeiro acima de 3.000 pontos desde quarta-feira.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, teve alta de 1,6% e fechou aos 1.207,29 pontos, acompanhando Wall Street e as demais regionais.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 1,2% e fechou aos 4.079,38 pontos, acompanhando as demais da Ásia.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, ganhou 0,3% e fechou aos 1.588,10 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.