Bolsas da Ásia têm baixa com Fed e China

Dados preliminares fracos da atividade industrial da China em junho provoca baixa das bolsas

Agencia Estado

21 de junho de 2012 | 06h15

Os mercados asiáticos encerraram em baixa nesta quinta-feira. Além da decepcionante decisão do Fed, que não anunciou novas medidas de estímulo para a economia dos Estados Unidos, os investidores reagiram mal aos fracos dados industriais preliminares (PMI) de junho da China.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, onde aumentaram as preocupações sobre a economia chinesa. O Hang Seng perdeu 1,3% e terminou aos 19.265,07 pontos.

As Bolsas da China ficaram no campo negativo pelo terceiro pregão seguido, novamente devido às preocupações com a economia doméstica, após a divulgação de um fraco PMI. O Xangai Composto caiu 1,4% e terminou aos 2.260,88 pontos - na semana, o índice acumulou queda de 2%, já que amanhã os mercados não abrirão devido a um feriado. O Shenzhen Composto também perdeu 1,4%, aos 943,06 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em baixa, conduzida pelo ressentimento do mercado após o Fed decidir ir contra uma realização agressiva de estímulo monetário. Além disso, o declínio do PMI da China em junho também pesou. O índice Taiwan Weighted caiu 0,76%, aos 7.279,05 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, interrompeu uma sequência de duas altas consecutivas e encerrou o dia em baixa, na trilha de desapontamentos com o Fed. O índice Kospi retrocedeu 0,79%, aos 1.889,15 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney também fechou no vermelho, após a divulgação de dados fracos da produção industrial chinesa e da falta de medidas agressivas do Fed. O índice S&P/ASX recuou 1,09%, aos 4.087,57 pontos.

Já a realização de lucros derrubou a Bolsa de Manila, nas Filipinas, após o rali de 4,4% nas últimas três sessões. O índice PSEi perdeu 0,7% e encerrou aos 5.109,43 pontos, com moderado volume de negociações. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.