Bolsas da Ásia têm sinais mistos; Coreia sobe 0,34%

Mercados são afetados pela impasse sobre déficit nos EUA e pela preocupação com a dívida na Europa

Hélio Barboza, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado,

22 de novembro de 2011 | 08h23

As bolsas asiáticas fecharam sem sinal definido. O impasse sobre os planos para a redução do déficit dos Estados Unidos e as preocupações com a dívida da Europa estiveram no foco dos investidores da região. Outros mercados, contudo, reagiram positivamente a fatores locais.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, onde o índice Hang Seng recuperou-se das perdas verificadas no meio da sessão e teve alta de 0,1%, fechando aos 18.251,59 pontos.

Já as Bolsas da China voltaram a fechar estáveis. As incertezas econômicas globais e as preocupações domésticas sobre a redução do crescimento chinês pesaram no sentimento dos investidores. O índice Xangai Composto caiu apenas 0,1%, ou 2,50 pontos, e terminou aos 2.412,63 pontos. O índice Shenzhen Composto ficou estável em 1.031,17 pontos.

O yuan ficou estável ante o dólar, na esteira de liquidações de exportadores e com o recuo da moeda americana sobre o euro. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3608 yuans, de 6,3600 yuans ontem. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,3555 yuans, de 6,3522 yuans ontem.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul teve alta de 0,34% e fechou aos 1.826,99 pontos, liderado basicamente pelas ações de empresas de tecnologia, montadoras e bancos.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, encerrou em baixa influenciada pelo forte declínio nas ações da peso pesado de tecnologia HTC. O índice Taiwan Weighted retrocedeu 0,61% e terminou aos 7.000,03 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney também fechou no vermelho e em negociação nervosa, após as quedas acentuadas na Europa e nos mercados acionários americanos. O índice S&P/ASX 200 recuou 0,72% e encerrou aos 4.133,00 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas fechou em baixa pela quinta sessão consecutiva. O índice PSE caiu 0,24% e terminou aos 4.289,75 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em alta após queda por cinco sessões seguidas, uma vez que os investidores foram atraídos pelos baixos preços. O índice Straits Times subiu 0,7% e fechou aos 2.717,20 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, teve alta de 1,5% e fechou aos 3.735,53 pontos, com compras de investidores institucionais após recentes baixas, e com o positivo índice futuro da Dow Jones e a rupia também dando suporte.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, subiu 1,37% e fechou aos 978,30 pontos.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuperou-se e teve ligeira alta, de 0,3%, fechando aos 1.437,99 pontos, mesmo com a cautela dos investidores em meio a sinais diversos dos mercados regionais. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.