Bolsas da China são destaque no pregão desta segunda-feira

Índice Xangai avança 2,9% puxado por novos detalhes sobre a agenda de reformas do governo chinês para os próximos dez anos 

18 de novembro de 2013 | 06h53

As ações no mercado asiático fecharam o dia sem direção definida, mas com destaque para as bolsas na China, onde novos detalhes sobre a agenda de reformas levou os investidores às compras.

O índice Xangai Composto saltou 2,9%, a 2.197,22 pontos. Esse foi o maior ganho porcentual desde 9 de setembro. O índice Shenzhen Composto subiu 2,2%, para 1.052,13 pontos, e o Hang Seng avançou 2,7% e alcançou 23.660,06 pontos.

Depois do fechamento de sexta-feira a China anunciou detalhes de sua agenda de reformas para a próxima década. O documento de 60 itens mostrou a disposição do governo em abrir o setor financeiro, relaxar controles em outros setores fechados para investidores, permitir que os preços dos recursos naturais reflitam a demanda de mercado e transferir mais recursos para moradores rurais.

Ações de setores que devem se beneficiar dessas reformas, como as de seguradoras e de corretoras, lideraram os ganhos do dia. As ações da Citic Securities e da China Life atingiram o limite de alta diária de 10%.

No entanto, analistas continuaram a demonstrar certa cautela. "Enquanto o plano de reforma iniciou uma euforia entre investidores, ele permanece um prospecto de médio a longo prazo", disse o analista Chen Wenzhao, da China Merchants Securities.

Para ele, o mercado deve permanecer de lado nas próximas semanas em meio a medidas de limitação nos preços do setor imobiliário e uma política monetária com viés de aperto.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 fechou em baixa de 0,3% e atingiu os 5.384,7 pontos, enquanto os investidores embolsaram os ganhos recentes, principalmente no setor financeiro, no qual as ações do Commonwealth Bank of Australia, Westpac e ANZ recuaram entre 0,4% e 0,6%.

Para o consultor de investimentos do Morgans, Christopher Macdonald, o mercado australiano adotou um tom de cautela antes da publicação da ata da última reunião do Banco da Reserva da Austrália (RBA, na sigla em inglês), amanhã. Nesta semana também será publicada a ata da última reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

Nas Filipinas, o índice PSEi encerrou em queda de 0,1%, aos 6.343,25 pontos, à espera de novas notícias para direcionar o mercado. Em Taiwan, o índice Taiwan Weighted subiu 0,2%, para 8.191,46 pontos, guiado por ganhos no setor financeiro. O índice Kospi, na Coreia do Sul, avançou 0,3%, aos 2.010,81 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.