Bolsas da Europa encerram em baixa, realizando lucros

As bolsas européias fecharam em baixa nesta sexta-feira, derrubadas por um movimento de realização de lucros depois de serem beneficiadas pelos dados sobre o mercado de trabalho norte-americano. O número de vagas de trabalho criadas em março cresceu em 211 mil e o ganho médio por hora subiu 0,18%, abaixo da previsão de +0,3% dos analistas. "Foram dois meses em que o crescimento do emprego superou as 200 mil vagas e é a primeira vez que isso acontece desde o verão de 2004", disse o analista Phillip Shaw, da Investec Securities. As ações de energia subiram depois de o UBS ter elevado o setor para overweight (BP +1,34%, Royal Dutch Shell +0,33%, Total +0,87%). Em Londres, onde o índice FT-100 caiu 19,60 pontos, ou 0,32%, para 6.026,10 pontos, as ações da companhia aeroespacial e de defesa BAE Systems avançaram 1%, depois de o grupo informar que entrou em negociações para vender sua fatia de 20% na fabricante de aviões Airbus para a EADS, em transação avaliada entre 3 bilhões e 4 bilhões de libras. A previsão é que, com isso, a BAE Systems aumente sua presença no mercado de defesa norte-americano. Ainda em Londres, a operadora de aeroportos BAA subiu 1,5%, depois de a espanhola Grupo Ferrovial, juntamente com outros dois investidores, ter feito uma oferta de 8,75 bilhões de libras para comprar a companhia. A BAA rejeitou a oferta e as ações da Ferrovial caíram 2,4% em Madri. EasyJet caiu 0,6%, com o dados desfavoráveis sobre transporte de passageiros referentes a março. A bolsa de Paris fechou com o índice CAC-40 em queda de 47,40 pontos, ou 0,91%, aos 5.174,96 pontos. As ações da seguradora Axa não sustentaram os ganhos iniciais e fecharam em baixa de 1,3%. A empresa está em negociações com investidores para vender quase a totalidade de sua unidade Axa Re, de resseguros. Carrefour liderou os ganhos, subindo 1%, com especulações de que poderá obter mais de US$ 2 bilhões com a venda de suas lojas na Coréia do Sul. Air France-KLM cedeu 0,2%, embora tenha transportado mais passageiros em março. A bolsa de Frankfurt fechou com o índice Dax em baixa de 78,47 pontos, ou 1,30%, aos 5.952,92 pontos. SAP subiu 0,3%, com uma série de notícias positivas. O Deutsche Bank elevou o preço-alvo das ações da companhia, o Morgan Stanley iniciou cobertura dos papéis em market weight e o Goldman Sachs disse que o grupo deverá obter uma receita com licenças maior que as estimativas da própria empresa e do mercado. A bolsa de Milão fechou com o índice S&P/Mib em queda de 416 pontos, ou 1,08%, aos 37.989 pontos, em clima de cautela por causa das eleições neste final de semana. As ações do banco Capitalia, reduzidas pelo Citigroup de comprar para manter, caíram 3%. Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em queda de 91,50 pontos, ou 0,77%, aos 11.816,70 pontos. A bolsa de Lisboa fechou com o índice PSI-20 em alta de 53,50 pontos, ou 0,52%, aos 10.320,49 pontos, contrariando os demais mercados europeus e sustentada pelas blue chips. Portugal Telecom subiu 0,3%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

07 Abril 2006 | 19h38

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.