Bolsas da Europa fecham dia de poucos negócios em alta

Resultado interrompe duas sessões de queda, beneficiadas pelos ganhos das ações de bancos e montadoras

Agencia Estado

27 de maio de 2013 | 13h53

As bolsas europeias fecharam a segunda-feira, 27, em alta, após duas sessões de queda, beneficiadas pelos ganhos das ações de bancos e montadoras e pelos baixos volumes de negócios em um dia de feriado em Londres e em Nova York. O índice Stoxx Europe 600 subiu 0,3%, para 304,34 pontos, depois de romper na semana passada uma série de quatro altas semanais seguidas.

Milão foi destaque, com avanço de 1,55% no índice FTSE MIB, para 17.159,15 pontos, a máxima do dia. As ações da Fiat subiram 4,4% depois de o Wall Street Journal afirmar em uma reportagem no fim de semana que a companhia está negociando com bancos um financiamento para comprar a participação que ainda não possui na Chrysler. Um porta-voz da Fiat não foi encontrado para comentar o assunto.

O índice Ibex-35 da Bolsa de Madri também fechou na máxima, com +1,20%, aos 8.363,60 pontos. As ações de grandes bancos ajudaram a impulsionar a bolsa. Santander subiu 2,0% e BBVA ganhou 1,1%. O baixo volume de negócios também permitiu que o índice PSI-20 da Bolsa de Lisboa se recuperasse das perdas da semana passada e terminasse com alta de 0,76%, aos 6.064,66 pontos.

Na Bolsa de Paris o principal foco fora do índice CAC-40 foi o movimento das ações do Club Med, que dispararam 22,4% em seguida a uma oferta de compra feita pelo Axa Private Equity Group e a chinês Fosun. Vivendi teve alta de 2,8%, após relatos de que a Qatar Telecom QSC teria levantado US$ 12 bilhões para financiar sua proposta de comprar uma fatia majoritária na Marco Telecom, na qual a empresa francesa tem 53% do controle. O índice CAC-40 encerrou o dia com +0,97%, aos 3.995,16 pontos.

Em Frankfurt o destaque foi o Commerzbank, cuja recomendação teria sido elevada pelo Equinet Bank. As ações do banco alemão avançaram 4,5%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEuropafechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.