Bolsas da Europa fecham em queda com recuo de NY

As principais Bolsas européias fecharam em queda, revertendo os ganhos da manhã. Operadores disseram que os mercados ficaram pressionados pela abertura fraca das Bolsas dos Estados Unidos. As ações do setor de mineração voltaram a estar entre as que mais caíram. O índice FT-100, da Bolsa de Londres, encerrou em baixa de 21,9 pontos (0,39%), em 5.597,4 pontos. Entre os papéis do setor de mineração, os da Antofagasta caíram 1,56%, os da BHP Billiton recuaram 2,24% e os da Xstrata perderam 1,63%. Os da Marks & Spencer, do setor de comércio varejista, subiram 3,34%, em reação a comentários favoráveis do Deutsche Bank. Na semana, o FT-100 acumulou uma queda de 1,02%. Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 terminou com perda de 29,69 pontos (0,63%), em 4.694,89 pontos. O índice Xetra-DAX da Bolsa de Frankfurt encerrou aos 46,21 pontos (-0,85%), em 5.376,01 pontos. Operadores disseram que os investidores realizaram lucros, após o mercado ter subido pela manhã, e que só na próxima semana ficará mais claro se a Bolsa alemã terá uma recuperação de curto prazo ou se poderá iniciar uma fase sustentada de estabilização. Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib fechou em queda de 293 pontos (0,82%), em 35.228 pontos, em dia de vencimento de opções. "Esse mercado está difícil de entender, e isso está deixando as pessoas loucas", comentou um trader. Entre os destaques do pregão estavam Banca Intesa (-2,03%) e Parmalat (-1,68%). Na semana, o S&P-Mib acumulou uma queda de 1,67%. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 terminou em 73,50 pontos (-0,67%), em 10.962,80 pontos. As ações da Repsol tiveram ganho de 0,68%, em reação positiva às conclusões de sua assembléia de acionistas. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 caiu 15,52 pontos (0,17%), em 9.295,28 pontos. As ações da Portugal Telecom recuaram 0,43%, as do Banco Comercial Português tiveram baixa de 0,91% e as da Energias de Portugal avançaram 1,74%. Na semana, o PSI-20 acumulou uma queda de 2,14%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

16 de junho de 2006 | 15h04

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.