Bolsas da Europa fecham perto da estabilidade

As principais bolsas européias fecharam perto da estabilidade nesta quinta-feira. Os fortes desempenhos da cadeia de supermercados francesa Casino Guichard e da siderúrgica Corus contrabalançaram a pressão baixista de ações dos setores petrolífero, de saúde e de seguro. O mercado norte-americano de ações ajudou, abrindo em alta, depois do balanço positivo do Bear Stearns e do aumento menor que o previsto do núcleo do CPI (índice de preços ao consumidor). Além disso, notícias sobre fusões e aquisições continuaram em destaque. "No curto prazo, os mercados da zona do euro vão encontrar suporte do forte aumento do volume de fusões e aquisições, que está elevando os preços dos papéis em diversos setores", destacaram estrategistas do HVB Corporates & Markets. As ações da siderúrgica Corus subiram 11,80% em Londres e ajudaram outros papéis do setor (ThyssenKrupp, +3%; e Acerinox, +2%). O grupo concordou em vender sua divisão de laminados de alumínio para a Aleris International, de Ohio, por 570 milhões de libras. O impacto positivo dessa decisão ofuscou a queda de 61% do lucro depois de impostos da empresa no quarto trimestre. Ainda em Londres, Vodafone ganhou 2,4%, com notícias de que um grupo estuda fazer uma oferta para comprar o braço japonês da companhia britânica. O índice FT-100, da bolsa londrina, terminou em alta de 28,10 pontos, ou 0,47%, aos 5.993,20 pontos. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou em baixa de 1,92 ponto, ou 0,04%, aos 5.126,01 pontos. O principal destaque foi Casino, que disparou 8,1%. A varejista anunciou um plano de venda de ativos avaliados em 2 bilhões de euros que será concluído no final do próximo ano. A companhia teve lucro líquido de 547 milhões de euros no ano passado, 37,1% menor que o do ano anterior. Em Frankfurt, o Dax cedeu 0,69 ponto, ou 0,01%, para 5.897,79 pontos. Allianz AG perdeu 1,6%, depois de divulgar lucro em linha com as estimativas. Analistas disseram que o balanço despertou preocupações com os custos em alta na divisão Dresdner Bank. As ações da Allianz haviam subido cerca de 7% em alguns dias antes do balanço. Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 16,80 pontos, ou 0,14%, aos 11.862,50 pontos. A Telefónica disse que planeja comprar a fatia de 7,5% que ainda não possui na Telefónica Móviles, por 3,5 bilhões de euros. As ações da primeira cederam 0,9%, enquanto as da segunda subiram 2,2%. O índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, fechou em baixa de 69,38 pontos, ou 0,68%, aos 10.076,71 pontos, pressionado por realização de lucros. Portugal Telecom subiu 0,1%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.