Bolsas da Europa sobem com fusões e balanços

As principais bolsas européias operam em alta nesta manhã, ajudadas por notícias de fusões entre companhias e balanços corporativos favoráveis. Em Londres, as ações da Vodafone registravam ganho de quase 4%, com a notícia de que a empresa poderá vender uma fatia controladora em sua unidade japonesa. Reportagens publicadas no final de semana sugeriram que a empresa deverá retornar parte dos recursos para os acionistas, por meio de um dividendo especial. O Lehman Brothers e o Citigroup elevaram a companhia. Ainda em Londres, HSBC subia 1,4%, após ter anunciado lucro de US$ 20,97 bilhões em 2005, o maior já registrado por um banco europeu. BT Group ganhava 3,3%, com rumores de que a companhia pode estar na mira de grupos de private equity. A alemã Linde avançava mais de 6%. A empresa concordou em comprar a britânica BOC Group por 8 bilhões de libras e anunciou que obteve receita de 9,5 bilhões de euros em 2005, 7,3% maior que a do ano anterior, e lucro operacional de 913 milhões de euros, 18% superior que o de 2004. Suez subia 3,7%, com a notícia de que a italiana Enel pretende fazer uma oferta de compra pela companhia. As ações da Enel ganhavam 0,2%. Bayer, ao contrário, cedia 3,3%. Embora o grupo tenha anunciado um salto de seu lucro anual, de 685 milhões de euros para 1,6 bilhões de euros, e um crescimento de 17,6% de sua receita, para 27,38 bilhões de euros, os números ficaram aquém das estimativas de analistas. ÀS 9h55, a bolsa de Londres subia 1,01%, a da Frankfurt avançava 0,51% e a de Paris, 0,85%. As informações são de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.