Bobby Yip/Reuters
Bobby Yip/Reuters

Bolsas de Hong Kong e Sydney fecham em alta

Os mercados de ações de Hong Kong e Sydney encerraram em alta no primeiro dia de negociações em 2015, diante de expectativas de estímulo na China. Outras bolsas da região, como a de Xangai e Tóquio, permaneceram fechadas por causa de feriados nacionais.

AE, Estadão Conteúdo

02 de janeiro de 2015 | 08h01

Diante de indicadores econômicos fracos, analistas e investidores acreditam que as autoridades chineses devem se movimentar para anunciar novas medidas de apoio à economia.

Dentre as evidências mais recentes de enfraquecimento, o índice de atividade dos gerentes de compras (PMI) do setor industrial da China caiu para 50,1 em dezembro, de 50,3 em novembro, afirmou a agência nacional de estatísticas. A queda no PMI oficial foi divulgada após o indicador semelhante medido pelo HSBC mostrar baixa para 49,6 em dezembro, de 50,0 no mês anterior.

"Os dados mais baixos de PMI sinalizam que o ritmo de crescimento manteve-se fraco em dezembro, o que deve pressionar as autoridades a continuar a implementar medidas de flexibilização", disseram economistas do Nomura em uma nota aos clientes.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, fechou a sessão com ganho 1,07%, aos 23.857,82 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,57%, para 1.926,44 pontos. Na Austrália, o S&P ASX 200 teve valorização de 0,46%, aos 5.435,90 pontos, com elevação de 0,58% nos papéis da BHP Billiton e de 0,57% nos da Rio Tinto. As ações da Fortescue Metals ganharam 3,28%. Com informações da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.