Bolsas de Londres e Paris sobem com notícias corporativas

As principais bolsas européias operam em alta nesta segunda-feira. Em Londres, as ações da BG Group, empresa que no Brasil controla a Comgás, subiam 2% em meio a rumores de que teria recebido da Royal Dutch Shell uma oferta de compra de 720 pence por ação. Shell avançava 1%. Analistas acreditam que um acordo seja possível, embora essa especulação possa ser prematura. BP ganhava 1,4% com a alta do barril do petróleo. Outro foco de atenção na Europa é a fabricante de caminhões sueca Scania, que rejeitou uma oferta de 9,6 bilhões de euros da alemã MAN. Isso gera expectativas de que o valor da oferta poderá ser elevado, e as ações da Scania sobem 6,4%. MAN, que afirmou que ainda negocia com a sueca, recuava 3,4%. Volkswagen, que controla 34% dos direitos a voto na Scania, perdia 0,2%. A montadora alemã informou que vai divulgar até amanhã sua posição sobre o caso. A francesa Renault, que já havia concordado em vender sua fatia na Scania para a MAN, cedia 1,5%. Telecom Itália operava em baixa de 1,4%. Na última sexta-feira, seu presidente, Marco Tronchetti Provera, renunciou ao cargo. A empresa confirmou a aquisição dos negócios de banda larga da AOL na Alemanha, um sinal de que a nova equipe administrativa irá continuar no caminho aberto por Provera. Às 8h45 (de Brasília), a Bolsa de Londres operava com o índice FT-100 em alta de 0,54%. Em Frankfurt, o Dax recuava 0,06% e em Paris o CAC-40 subia 0,11%. As informações são de agências internacionais.

Agencia Estado,

18 de setembro de 2006 | 08h52

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.