Bolsas de Nova York abrem em queda

Às 12h32 (de Brasília), o índice Dow Jones registrava queda de 0,09%, o Nasdaq perdia 0,09% e o S&P cedia 0,07%

Regina Cardeal, da Agência Estado,

30 de dezembro de 2010 | 12h30

As Bolsas de Nova York abriram o dia em queda. Expectativa é de que os dados animadores sobre os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA evitem uma perda maior.

Às 12h32 (de Brasília), o índice Dow Jones registrava queda de 0,09% aos 11.574,19 pontos, o Nasdaq perdia 0,09% para 2.664,51 pontos e o S&P cedia 0,07% aos 1.258,92 pontos.

O número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego caiu 34 mil para 388 mil na semana até 25 de dezembro. É a primeira vez em que o dado fica abaixo de 400 mil desde julho de 2008, informou o Departamento do Trabalho. Os economistas previam que as solicitações na semana teriam queda de apenas 2 mil.

O indicador melhor do que o esperado deu algum alívio ao mercado, que no início do dia se mostrou mais decepcionado pelos dados mostrando que a atividade manufatureira na China desacelerou este mês pela primeira vez desde julho. A economia chinesa, no entanto, continua forte e os analistas acreditam que o governo de Pequim vai adotar mais medidas de aperto monetário para combater a inflação. O Índice dos Gerentes de Compras Industriais do HSBC China recuou para 54,4 em dezembro, de 55,3 em novembro. Uma leitura do PMI acima de 50 indica expansão da atividade industrial.

O dólar segue sob pressão nos mercados internacionais de câmbio, onde a baixa liquidez exagera o movimento das moedas. O franco suíço atingiu novas máximas em relação à divisa norte-americana. Há pouco, o euro superou US$ 1,33, sendo negociado em US$ 1,3302 na máxima do dia.

O jornal britânico Daily Mail informou que a BHP Billiton pode estar preparando uma oferta equivalente a US$ 90 por ação da Anadarko, companhia de exploração de petróleo e gás. As informações são Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.