Bolsas de Nova York avançam, mas atentas ao petróleo

As bolsas de Nova York abriram hoje com ganho. Às 10h39, o índice Nasdaq subia 0,53%; o Dow Jones apresentava ganho de0,37%; e o S&P 500 avançava 0,24%. Entretanto, o petróleo deve manter os investidores cautelosos nesta terça-feira, que, ao mesmo tempo, têm uma série de balanços para observar. Nesta manhã, foram divulgados os números trimestrais da Johnson & Johnson, da Merrill Lynch e da Wells Fargo. Após o encerramento dos negócios, saem os números da Motorola e da Texas Instruments. O balanço da Merrill Lynch ajudava a sustentar as bolsas de Nova York. Os indicadores divulgados mais cedo, o índice de preços ao produtor norte-americano (PPI) e de obras de imóveis residenciais iniciadas, também foram bem recebidos. O petróleo estabeleceu recorde de alta em Londres e em Nova York nesta manhã. Mas os investidores estão atentos também ao comportamento dos metais, que hoje atingiram novos patamares históricos de alta. A acentuada apreciação das commodities causa preocupação, porque pode, em algum momento, implicar aumento nos preços, o que, por sua vez, levaria as autoridades monetárias nos EUA a manter o ciclo de aperto monetário. No pré-mercado, as ações da Merrill Lynch subiram 0,9%, com divulgação de receita recorde no primeiro trimestre, de US$ 8 bilhões. O aumento na receita, de 28% em comparação ao mesmo período do ano passado, reflete crescimento das operações com transações de ações e de banco de investimento. O lucro no período chegou a US$ 475 milhões ou US$ 0,44 por ação, 61% abaixo do mesmo período de 2005, por conta de ajuste de extraordinário de US$ 1,2 bilhão que teve de realizar para adequar a novo padrão de contabilidade. As ações da J&J registraram avançavam 0,2% após anunciar lucro US$ 0,01 acima do previsto pelos analistas. As informações são das agências internacionais e Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.