Bolsas de Nova York encerram com forte ganho

O mercado norte-americano de ações teve alta forte, com o índice Dow Jones registrando seu maior ganho em três semanas. O Nasdaq fechou no nível mais alto em um mês e o S&P-500 no nível mais alto em dois meses e meio. "O destaque do dia foi o núcleo do índice de preços ao produtor, que deu aos investidores motivo para ter esperanças de que o Fed (Federal Reserve, banco central dos EUA) encerre, e não apenas faça uma pausa, no ciclo de apertos monetários. Outra notícia positiva, embora secundária, foi o anúncio de que a British Petroleum poderá produzir mais petróleo no Alasca em outubro do que se esperava", comentou o diretor-assistente de pesquisa para clientes privados da DA Davidson, M.E. Rhoades. Das 30 componentes do índice Dow Jones, 28 fecharam em alta. As ações da Home Depot subiram 3,55%, em reação a seu informe de resultados; as da Wal-Mart, que também divulgou resultados, caíram 1,22%. As da Hewlett-Packard, última das componentes do Dow Jones a divulgar resultados do segundo trimestre (amanhã), avançaram 2,10%. Também no setor de tecnologia, as ações da Agilent Technologies subiram 9,3%, em reação a seu informe de resultados; as da Advanced Micro Devices (AMD) avançaram 5%, em reação ao lançamento de uma nova versão do chip Opteron; as da rival Intel subiram 1,5%. No setor farmacêutico, as ações da Amylin subiram 9,8% e as da Eli Lilly avançaram 1,6%. As duas empresas anunciaram a retomada da comercialização de seu novo medicamento contra diabetes. Recentemente, elas haviam pedido aos médicos que limitassem o número de novos usuários desse medicamento, por causa de problemas no fornecimento das seringas especiais que ele requer. As da Barr Labs avançaram 6,7%, em reação a seu informe de resultados. No setor industrial, as ações da 3M subiram 1,69%, depois de a empresa anunciar um programa de recompra de ações. As ações do setor de petróleo caíram, em reação à baixa dos preços do produto (Exxon Mobil -0,81%, Anadarko Petroleum -1,6%). O índice Dow Jones fechou em alta de 132,39 pontos (1,19%), em 11.230,26 pontos. A mínima foi em 11.098,03 pontos e a máxima em 11.234,27 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 45,97 pontos (2,22%), em 2.115,01 pontos (máxima do dia), com mínima em 2.089,60 pontos. O Standard & Poor's-500 subiu 17,36 pontos (1,37%) e fechou em 1.285,57 pontos (máxima do dia). O NYSE Composite avançou 126,33 pontos (1,55%), para 8.296,01 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 1,520 bilhão de ações, de 1,407 bilhão ontem; 2.851 ações subiram, 526 caíram e 120 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 1,784 bilhão de ações negociadas, de 1,497 bilhão ontem, com 2,289 ações fechando em alta e 746 em queda. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.