Bolsas de Nova York operam com valorização

Os principais índices de ações do mercado norte-americano seguem em alta depois de uma abertura volátil, recuperando parte das massivas perdas sofridas na terça-feira, com os investidores encontrando algum conforto na recuperação parcial da Bolsa de Xangai, segundo operadores e analistas. Os investidores também receberam com satisfação as palavras tranqüilizadoras do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, que disse que embora não existisse um único motivo para a forte queda de ontem, os mercados financeiros "parecem estar trabalhando bem". Bernanke também disse que a economia pode se fortalecer no final do ano, que não havia problema de liquidez nos mercados financeiros e que os problemas do mercado hipotecário subprime (de financiamentos de maior risco e com taxas de juros mais elevadas) não estão tendo impacto sobre a economia mais ampla. Os volumes, assim como na terça-feira, permanecem bastante elevados, com a Bolsa de Nova York (Nyse, na sigla em inglês) registrando 1,5 bilhão de ações negociadas até a metade do dia e o Nasdaq, um giro de 1,8 bilhão de ações. "Está havendo uma batalha entre aqueles que vêem isso como uma oportunidade de compra e aqueles que dizem que a terça-feira foi um alerta e que devemos aliviar nossas posições a partir daqui", disse o estrategista-chefe de investimentos da Windham Financial Services, Paul Mendelsohn. As ações de empresas mais ligadas ao desempenho da economia, tais como Alcoa (-1,04%), Caterpillar (-0,35%) e Dupont (-1,05%), seguem em baixa. Às 17h29 (de Brasília), o Dow Jones subia 90 pontos, ou 0,74%, o Nasdaq avançava 15 pontos, ou 0,66%, e o S&P-500 registrava um ganho de 11 pontos, ou 0,84%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.