Bolsas de Nova York sobem após Fed

Às 15h55 (de Brasília), o Dow Jones subia 0,39%; Nasdaq avançava 0,07% e S&P 500 ganhava 0,11%

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

21 de setembro de 2010 | 16h05

As Bolsas dos Estados Unidos subiram após o Federal Reserve (Fed, banco central americano) afirmar que está preocupado com a perspectiva para o crescimento do país, sinalizando que poderá adotar novas medidas para estimular a economia norte-americana no futuro.

O banco central adiou, no seu comunicado divulgado logo após sua reunião de política monetária, o anúncio de novas medidas para estimular a recuperação da economia. Mas os membros do Fed indicaram que estavam desconfortáveis com os níveis baixos atuais da inflação e afirmaram que esperam que a recuperação da economia dos EUA de uma profunda recessão será modesta no médio prazo.

"Parece que o Fed está mantendo seu pé no pedal do gás da economia, mas não pressionou ainda o botão do turbo", afirmou Burt White, diretor de investimentos da LPL Financial. Eles mostraram definitivamente muita moderação e, francamente, a confiança, de que a economia não está se dirigindo para uma recessão de duplo mergulho, acrescentou o analista.

Às 15h55 (de Brasília), o Dow Jones subia 0,39%; Nasdaq avançava 0,07% e S&P 500 ganhava 0,11%.

No mercado de bônus, os preços dos Treasuries (títulos do Tesouro dos EUA) subiram, com a respectiva queda dos juros. No horário citado acima, o juro do T-note de 2 anos recuava para 0,423%, na mínima histórica; o juro do T-note de 10 anos cedia a 2,5965%, e o do T-bond de 30 anos caía a 3,7870. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaqFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.