Bolsas de Nova York sobem com notícias corporativas

O pregão das Bolsas de Nova York teve um início positivo, com o índice Dow Jones em alta de 0,69%, às 10h38, e o Nasdaq avançando 0,64%. Os mercados asiáticos também tiveram uma segunda-feira positiva e as principais bolsas européias operam em alta. O foco recai sobre o noticiário corporativo, com vários acordos e potenciais negócios dando fôlego para o clima favorável da manhã. A segunda-feira é leve na agenda de dados econômicos, com o único destaque sendo o House Market Index (HMI) de março, da Associação Nacional dos Construtores de Residências (NAHB), nos EUA. O dado, com divulgação às 14 horas, mede a demanda por novas residências e pode ganhar importância maior diante das preocupações com o mercado de crédito imobiliário "subprime" (de risco mais elevado) nos EUA. No pré-mercado, as ações da ServiceMaster Co subiam 13%, após a empresa de participações ("private equity") Clayton, Dubilier & Rice ter informado que está comprando a companhia de serviços domésticos por US$ 4,8 bilhões. A Clayton Dubilier pagará US$ 15,625 por ação da ServiceMaster, o que embute um prêmio de 16% sobre o preço de fechamento de sexta-feira. Os papéis da Triad Hospitals subiam 3,3%, reagindo à informação de que a Community Health Systems estaria próxima a um acordo para comprá-la, com uma oferta que superaria os US$ 4,5 bilhões oferecidos por um grupo de fundos de private equity (que compram participações em empresas). Na Europa, os papéis do setor financeiro reagiam a notícias de que o banco holandês ABN Amro teria sido cortejado pelo britânico Barclays. Os papéis do banco holandês subiam 8,4% em Amsterdã. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.