Bolsas de NY abrem em alta, de olho na Europa

Centro das atenções está na nova reunião entre os líderes da zona do euro, marcada para a próxima quarta-feira 

Luciana Antonello Xavier, correspondente,

24 de outubro de 2011 | 11h33

As bolsas de Nova York abriram em alta, numa semana em que o centro das atenções está na Europa e na nova reunião confirmada para quarta-feira, quando é esperado que os líderes da zona do euro apresentem um plano para socorrer a região. Mais cedo, a esperança de uma solução dava fôlego às ações de bancos americanos no pré-mercado. Perto das 11h30 (horário de Brasília ), o índice Dow Jones subia 0,21%, o Nasdaq avançava 0,27%, o S&P 500 tinha alta de 0,12%.

Hoje, o destaque está no anúncio a ser feito pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de um novo programa de refinanciamento de hipotecas para tentar reavivar o mercado imobiliário do país, que não saiu do limbo desde a última crise.

Na Europa, no final de semana, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, disse acreditar que uma solução ampla para a crise da dívida da zona do euro está "próxima". Mas alguns analistas veem o risco de sair um plano "capenga" na quarta-feira. Entre as expectativas, está a de que a cúpula aprove, entre outros pontos, um plano de recapitalização dos bancos da região de até 110 bilhões de euros.

No pré-mercado, as ações da Caterpillar subiam, após a empresa informar lucro de 44% no terceiro trimestre de 2011, para US$ 1,14 bilhão, ou US$ 1,71 por ação, superando estimativa de lucro de US$ 1,54. As ações dos grande bancos dos EUA - Bank of America, Citigroup, JP Morgan, Goldman Sachs, Morgan Stanley - também operavam no azul.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEUANova YorkEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.