Bolsas de NY abrem em alta; Dow sobe 0,16% e Nasdaq, 0,45%

As Bolsas de Nova York abriram em alta hoje. O índice Dow Jones subia 0,16% às 11h36 e o índice Nasdaq avançava 0,45% no mesmo horário. A elevação da previsão de lucro anual da Procter & Gamble desanuviou parte da preocupação quanto ao esfriamento da economia dos EUA, embora o dado mostrando o maior aumento em dois anos dos custos da mão-de-obra no terceiro trimestre nos EUA despertasse preocupação sobre potenciais pressões inflacionárias subjacentes. As ações da Procter & Gamble, líder mundial em produtos para consumo, cediam 2%, no pré-mercado, com os investidores optando por realizar os ganhos do ativo, a despeito da gigante de produtos de consumo ter elevado a previsão de lucro para o ano, após seu lucro no primeiro trimestre fiscal ter ficado um centavo acima do esperado. A P&G atribuiu a revisão em alta da previsão aos custos melhores de energia e commodities. O Departamento do Trabalho dos EUA informou que o índice do custo da mão-de-obra (ECI) subiu 1% do terceiro trimestre, a maior alta em dois anos. A mediana das previsões de 16 economistas ouvidos em pesquisa Dow Jones era uma alta de 0,9%. O mercado só deve começar a intensificar eventuais preocupações sobre uma possível ação de aperto monetário do Fed na sexta-feira, quando saem os dados do mercado de trabalho. O petróleo para dezembro cedia 0,98%, para US$ 57,78 por barril, na Bolsa Mercantil de Nova York, deixando o caminho livre para uma rota positiva para o mercado acionário. Mas até o fechamento, os investidores terão ainda outros dados sobre a economia dos EUA para digerirem. O foco recai, principalmente, sobre o dado da Associação dos Gerentes de Compras de Chicago referente à atividade industrial regional de outubro, com os economistas prevendo recuo do índice de 62,1 para 58,0, um número que pode ajudar a antecipar a expectativa de corte na taxa de juros no país. O número será divulgado às 12 horas, mesmo horário do anúncio do índice de confiança do consumidor em outubro pela Conference Board. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.