Bolsas de NY abrem em alta, mas tendência não é clara

O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York abriu em leve alta, inverteu o sinal logo em seguida, mas voltou a subir e avançava 0,17% às 10h37. O Nasdaq registrava ganho de 0,38% no mesmo horário. A tendência não é clara. Os investidores aguardam os dados do setor imobiliário para definirem um rumo mais consistente. O dado de vendas de imóveis usados em julho nos EUA será divulgado às 11 horas. Com uma queda de 9% no último ano, as vendas de imóveis existentes devem apresentar um novo declínio em julho. Economistas consultados pela MarketWatch prevêem queda de 0,9% no dado, para uma média anualizada de 6,56 milhões de unidades, em julho. Os investidores chegaram às mesas com a notícia de que a National Semiconductor reduziu sua previsão de vendas, o que lançou uma nuvem de dúvida sobre as fabricantes de microchips. As ações da National Semiconductor cediam 0,27%, após a empresa ter reduzido sua previsão de vendas em razão da queda nos embarques de chips para uso em telefones celulares. Os papéis da Gateway disparavam 29% no pré-mercado, após a empresa ter informado que recebeu uma proposta não solicitada de compra de suas operações. Em um comunicado em separado, Lap Shun Hui, dono da Joui International e ex-proprietário da e-Machines, afirmou que fez uma oferta para comprar as operações varejistas da Gateway por US$ 450 milhões. A queda do petróleo também deve ser monitorada e pode ajudar em uma melhora do clima ao longo da sessão. Mas o produto está fadado à volatilidade, em razão da divulgação dos relatórios de estoques de petróleo na semana passada nos EUA. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.