Bolsas de NY abrem em baixa ainda sob efeito do Fed, mas passam para o positivo

Dow Jones subia 0,28%, o Nasdaq registrava alta de 0,08% , e o S&P 500 avançava 0,24%

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

22 de setembro de 2010 | 10h35

As Bolsas de Nova York abriram esta quarta-feira em baixa, uma vez que os investidores continuam ressentindo-se da constatação de que a economia dos EUA ainda precisa de estímulo, conforme sugeriu o Federal Reserve (Fed, banco central americano) ontem. Os ativos considerados seguros seguem demandados, movimento que puxou o ouro para um novo recorde de alta. Após manter o juro inalterado, o Fed sinalizou que pode adotar medidas de afrouxamento quantitativo e mostrou preocupação com a perspectiva de deflação.

Às 10h42 (de Brasília),  no entanto, as bolsas registravam alta. Dow Jones subia 0,28% aos 10.789,00 pontos, o Nasdaq registrava alta de 0,08% para 2.351,40 pontos, e o S&P 500 avançava 0,24% aos 1.142,55 pontos.

O setor de tecnologia pode ser pressionado pela divulgação ontem, após o fechamento do mercado, do balanço da Adobe Systems, no qual fez projeções desapontadoras para o quarto trimestre. No terceiro trimestre, a companhia de softwares para design, registrou aumento de 69% em seu lucro líquido para US$ 230,1 milhões ou US$ 0,44 por ação, após receita recorde de US$ 990,3 milhões.

A empresa informou ainda que no quarto trimestre seu lucro deverá ficar entre US$ 0,48 e US$ 0,54, contra US$ 0,53 estimado pelos analistas. A receita deve ficar em US$ 1 bilhão, também abaixo da previsão de US$ 1,03 bilhão dos analistas.

No calendário macroeconômico nenhum destaque é previsto para esta quarta-feira. Entre eventos, o secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, depõe sobre a situação do sistema financeiro internacional em audiência do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, em Washington, a partir das 11h (de Brasília). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaqFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.