Bolsas de NY abrem em baixa após balanços de empresas

Às 10h55, o índice Dow Jones recuava 1,02%, o Nasdaq caía 1,22% e o S&P 500 registrava baixa de 0,79%

Luciana Xavier, da Agência Estado,

20 de julho de 2010 | 10h37

As Bolsas de Nova York abriram o dia em baixa, pressionadas pela divulgação de balanços abaixo do esperado de empresas como IBM, Texas Instruments e Goldman Sachs. Dados divulgados mais cedo também mostram que o mercado imobiliário dos Estados Unidos está em retração. Às 10h55 (horário de Brasília), o índice Dow Jones recuava 1,02%, o Nasdaq caía 1,22% e o S&P 500 registrava baixa de 0,79%.

Os dados sobre o número de obras de imóveis residenciais iniciadas em junho ajudaram a acabar com qualquer otimismo no início do dia. O indicador caiu 5% em junho, para uma média anual com ajuste sazonal de 549 mil imóveis, o menor nível desde outubro de 2009. Economistas esperavam queda de 3,2%.

Ontem, a IBM informou uma alta de 2% em sua receita no segundo trimestre, ante o mesmo período do ano passado, para US$ 23,72 bilhões, abaixo dos US$ 24,17 bilhões estimados por analistas. Já Texas Instruments decepcionou porque seus resultados não superaram as expectativas da própria empresa. O lucro líquido foi de US$ 0,62 por ação e a companhia estimava lucro de US$ 0,60 a US$ 0,64 por ação no segundo trimestre.

Já o banco Goldman Sachs informou lucro líquido de US$ 613 milhões no segundo trimestre. O lucro por ação ordinária foi de US$ 0,78, abaixo dos US$ 4,93 por ação registrados no segundo trimestre de 2009. No primeiro semestre, o lucro por ação ordinária foi de US$ 5,59. A Johnson & Johnson registrou crescimento de 7,5% no lucro no segundo trimestre, mas a empresa reduziu em US$ 0,15 a estimativa para os lucros deste ano. Hoje, após o fechamento do pregão, a Apple divulga seus resultados.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesBolsasNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.