Bolsas de NY abrem em baixa com apreensão sobre juro

As Bolsas de Nova York abriram em baixa hoje. O índice Dow Jones caía 0,24% às 10h51 e o índice Nasdaq recuava 0,43% no mesmo horário. Os dados de encomendas de bens duráveis em maio, divulgados mais cedo nos EUA, não minimizaram a preocupação quanto ao aumento das taxas de juros nos EUA e o ritmo de crescimento econômico. Paralelamente, notícias sobre acordos corporativos também pontuam os negócios. O Departamento do Comércio informou que as vendas de bens duráveis em maio nos EUA caíram 0,3%.A mediana das previsões de 18 economistas ouvidos em pesquisa Dow Jones/CNBC era de queda de 0,5% em maio. O dado tem potencial para corroborar a especulação quanto a um aumento de juro de 0,50 ponto porcentual na taxa básica na próxima semana. Mas o consenso até agora é de que o juro vai subir apenas 0,25 ponto porcentual, para o nível de 5,25% ao ano. No front corporativo, o destaque era o anúncio de que a Anadarko Petroleum concordou em pagar US$ 21,1 bilhões em dinheiro, além de assumir uma dívida de US$ 2,2 bilhões, em troca da Kerr-McGee e da Western Gas Resource. As ações da Anadarko cediam 9,1% no pré-mercado. Os papéis da McGee disparava 38,2% e os da Western, 44,2%. Em outro negócio, o Goldman Sachs anunciou um acordo de US$ 5 bilhões para assumir a Associated British Ports. A Oracle avançava 1,3%, após anunciar, ontem à noite, aumento de 27% em seu lucro no quarto trimestre. A empresa de software lucrou US$ 1,3 bilhão, ou US$ 0,24 por ação,d e US$ 1,02 bilhão, ou US$ 0,20 por ação, no mesmo período do ano passado. O faturamento aumentou 25%, para US$ 4,85 bilhões. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.