Bolsas de NY abrem em baixa com dado de desemprego

As bolsas norte-americanas abriram em queda, em reação à divulgação dos números sobre pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos na semana passada, que subiram (+11 mil) menos do que o esperado (+15 mil). Porém os investidores aguardam outros dados para definirem melhor o rumo dos negócios, como o índice de indicadores antecedentes e de atividade industrial do Fed de Chicago, ambos às 11 horas (de Brasília). Às 10h36, tanto o índice Dow Jones quanto o Nasdaq recuavam 0,21% e o S&P 500 caía 0,10%. Do lado corporativo, o setor de aviação deve chamar a atenção. As ações da British Airways perderam 6%, depois de revelar que autoridades britânicas e norte-americanas investigam a empresa e outras companhias aéreas por suspeita de coordenar preços com outras aéreas para as taxas de combustível cobradas nos tíquetes de vôos de longa distância. A United Airlines e a American Airlines confirmaram que foram contactadas pelas autoridades norte-americanas sobre o caso. As ações da American Airlines subiram levemente no pré mercado e as da United não foram negociadas. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

22 de junho de 2006 | 10h41

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.