Bolsas de NY abrem em baixa com Europa

Às 10h35, o Dow Jones caía 1,30%, o Nasdaq perdia 1,60% e o S&P 500 recuava 1,40%

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

21 de maio de 2010 | 10h33

As Bolsas de Nova York iniciaram em baixa o pregão de hoje, uma vez que as preocupações com o crescimento econômico global seguem no foco, diante da crise europeia, que chama a atenção das autoridades norte-americanas. Vários dirigentes do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) têm alertado para a perspectiva de a crise europeia respingar sobre a recuperação norte-americana, inclusive a ata da última reunião do Fed. Às 10h35 (de Brasília), o Dow Jones caía 1,30%, o Nasdaq perdia 1,60% e o S&P 500 recuava 1,40%.

Os ministros das Finanças da Europa estão reunidos em Bruxelas para discutir a crise e, na Alemanha, o Parlamento aprovou hoje sua contribuição no pacote de 750 bilhões de euros de estabilização de países da zona do euro em dificuldades financeiras. Ontem à noite, o secretário do Tesouro dos EUA anunciou uma visita na semana que vem ao ministro das Finanças do Reino Unido, ao presidente do Banco Central Europeu e ao ministro das Finanças da Alemanha para discutir maneiras de resolver a crise na Europa.

A tensão contínua nos mercados de risco provocou uma revoada de investidores para o mercado de títulos do Tesouro norte-americano, onde as taxas mais longas estabeleceram mínimas desde outubro do ano passado. O setor financeiro deve ficar em foco, com a aprovação pelo Senado ontem da lei de reforma financeira. Agora, o Senado e a Câmara dos Representantes terão de alinhar as propostas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.