Bolsas de NY abrem em baixa; Dow Jones cede 0,14%

As Bolsas de Nova York abriram o pregão regular em baixa hoje. O índice Dow Jones caía 0,16% às 10h34 e o índice Nasdaq cedia 0,18% no mesmo horário. O otimismo dos investidores em relação ao pregão de ontem era contrabalançado pelo enfraquecimento das ações da Merck. O balanço da Lehman Brothers também despertava interesse, enquanto a Ford se encontra no foco do dia, após notícias na imprensa indicarem que a companhia pretende reduzir seus custos. Simultaneamente, a Hewlett-Packard continuava despertando atenção, após a Procuradoria Geral da Califórnia informar que encontrou evidências suficientes para fazer acusações formais sobre o caso de espionagem na companhia. Ontem, o índice Dow Jones fechou em alta de 101,25 pontos (0,89%), em 11.498,09 pontos, o que correspondeu ao patamar mais elevado desde meados de maio, ajudado pela queda dos futuros de petróleo e pelos lucros robustos da Goldman Sachs. O Nasdaq fechou em alta de 42,57 pontos (1,96%), em 2.215,82 pontos, enquanto o Standard & Poor's-500 subiu 13,57 pontos (1,04%), para 1.313,11 pontos. A Lehman divulgou aumento de 4% no seu lucro do terceiro trimestre, para US$ 916 milhões, ou US$ 1,57 por ação, sobre faturamento de US$ 4,18 bilhões. O resultado da empresa superou a previsão dos analistas de lucro de US$ 1,49 por ação. No pré-mercado, os papéis da Ford eram negociados em alta de 1,4%, após o The Wall Street Journal informar que a segunda maior montadora dos EUA deve anunciar corte no número de funcionários de áreas administrativas, redução de benefícios e de custos em 30%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

13 de setembro de 2006 | 10h36

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.