Bolsas de NY abrem o dia perto da estabilidade

O mercado se divide entre a divulgação de indicadores mornos sobre a economia dos EUA e alguns balanços corporativos positivos

Danielle Chaves, da Agência Estado,

29 de abril de 2011 | 10h41

As Bolsas de Nova York abriram o dia próximas da estabilidade, após a divulgação de indicadores mornos sobre a economia dos Estados Unidos. Alguns balanços corporativos ajudam a sustentar os indicadores. Às 10h455 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,27%, o Nasdaq recuava 0,10% e S&P 500 tinha alta de 0,03%.

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos informou hoje que a renda pessoal dos norte-americanos subiu 0,5% em março ante fevereiro, enquanto os gastos com consumo aumentaram 0,6%. Com ajuste pela inflação, no entanto, os gastos com consumo cresceram apenas 0,2%. Economistas esperavam que a renda crescesse 0,3% em março e os gastos aumentassem 0,5%.

O Departamento de Trabalho informou que o custo da mão-de-obra nos EUA aumentou 0,6% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o quarto trimestre de 2010. A expectativa é de que o índice Dow Jones encerre hoje seu melhor mês neste ano, já que, até agora, o indicador registrou valorização de 3,6%.

Para colaborar com o desempenho do índice hoje, a Caterpillar anunciou lucro e receita acima do esperado no primeiro trimestre deste ano. Merck avançava 0,9%, também impulsionada por resultados trimestrais melhores que o previsto. Já a Microsoft anunciou ontem uma queda nas vendas do Windows, enquanto a Research in Motion fez um alerta sobre as fracas vendas de aparelhos BlackBerry. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesBolsasNova Yorkestabilidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.