Bolsas de NY abrem perto da estabilidade

As Bolsas de Nova York abriram o dia próximas da estabilidade, após a divulgação do déficit comercial de US$ 40,18 bilhões registrado pelos Estados Unidos em dezembro. O resultado foi 10,4% superior ao de novembro. Na abertura de hoje, os investidores também estão de olho nas notícias sobre a possível ajuda econômica à Grécia. Às 12h37, o índice Dow Jones avançava 0,01%, a Nasdaq subia 0,16% e o S&P 500 registrava estabilidade.

Marcílio Souza, da, Agência Estado

10 de fevereiro de 2010 | 12h42

Na Europa, existe uma expectativa crescente de que a Alemanha lidere uma ajuda à Grécia. Hoje, o ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, e congressistas do país reuniram-se para discutir um possível suporte ao país, mas nenhuma decisão foi tomada.

O jornal francês Le Monde, por sua vez, informou que uma conferência telefônica entre ministros de finanças da zona do euro (que reúne os 16 países que adotam o euro como moeda) foi marcada para o início da tarde. Na pauta, está a situação da Grécia. Mais cedo, o mesmo jornal havia informado que um plano europeu para socorrer a Grécia, liderado pela Alemanha, deverá ser finalizado hoje.

Hoje, também estará no foco a divulgação de um testemunho por escrito do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Ben Bernanke. No texto, pode haver pistas sobre quando o BC norte-americano começará a desfazer sua política de juros baixos. Bernanke não fará o discurso pessoalmente por causa da tempestade de neve que atingiu Washington.

Tudo o que sabemos sobre:
ações, Bolsas, Nova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.