Bolsas de NY abrem sem direção comum atentas ao Fed

As bolsas de NY abriram hoje sem direção comum à espera da decisão sobre política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e o discurso do presidente dos EUA, Barack Obama, sobre o Estado da União. Outro destaque desta quarta-feira para os mercados é o início do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. Às 12h36 (de Brasília), o Dow Jones recuava 0,12%, o S&P 500 subia 0,03% e o Nasdaq mostrava elevação de 0,16%.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

27 Janeiro 2010 | 14h01

A decisão do Fed é esperada para às 17h15 e o discurso de Obama, para a meia-noite. Os investidores estarão de olho em detalhes sobre a proposta do presidente para restringir as operações especulativas dos bancos. "Vai ser muito interessante verificar se Obama manterá sua retórica agressiva da semana passada no que diz respeito às reformas financeiras", disse o estrategista Jim Reid, do Deutsche Bank, em nota para investidores.

No campo corporativo, destaque para a Berkshire Hathaway, que entrará no S&P 500, um dos maiores acréscimos ao índice em anos. Tyco e Yahoo informaram que voltaram a ter lucro no trimestre e ConocoPhillips também divulgou balanço positivo. Boeing, em contrapartida, anunciou perspectiva de resultado pior do que o previsto por analistas.

Destaque também para a Apple, que anunciará detalhes sobre o novo aparelho da companhia, o tablet, o que deve ocorrer por volta das 16 horas. A montadora japonesa Toyota paralisou a produção de oito modelos nos EUA envolvidos num recall e está instruindo suas concessionárias no Canadá a fazerem o mesmo. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
bolsas, Dow Jones, Nasdaq, Nyse

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.