Bolsas de NY avançam e renovam patamares recordes

As Bolsas de Nova York finalizaram em alta nesta segunda-feira, 15, com os investidores equilibrando o crescimento da China e dados desanimadores das vendas no varejo dos Estados Unidos.

Agencia Estado

15 de julho de 2013 | 17h44

O índice Dow Jones ganhou 32 pontos (0,2%), fechando a 15.496 pontos, um novo recorde. O S&P 500 avançou 3 pontos (0,2%), encerrando aos 1.6803 pontos - também um patamar inédito. O Nasdaq teve alta de 9 pontos (0,2%) e terminou a 3.609 pontos, renovando sua máxima pela 14ª vez consecutiva, a maior sequência desde maio de 1990.

As vendas no varejo dos EUA subiram 0,4% em junho, para o valor sazonalmente ajustado de US$ 422,79 bilhões, disse o Departamento do Comércio. Na comparação anual, as vendas avançaram 5,7% em junho. O dado das vendas em maio foi reduzido para alta de 0,5% ante abril, frente ao aumento de 0,6% preliminarmente reportado.

Também deu suporte às Bolsas a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) da China no segundo trimestre, que veio em linha com as expectativas. O PIB da China cresceu 7,5% no segundo trimestre ante o mesmo período do ano anterior, desacelerando de uma alta de 7,7% nos três primeiros meses do ano. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasNova Yorkfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.