Bolsas de NY caem com indicação de aumento de vagas

O mercado norte-americano de ações abriu em queda hoje. O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York caía 0,62% às 10h50 e o índice Nasdaq registrava perda de 1,21%, na mínima do dia até agora. Um levantamento preliminar sobre o mercado de trabalho nos EUA, que mostrou forte criação de vagas em junho, foi um dos motivos que levaram os investidores a se desfazer de ações. Se for confirmado na sexta-feira, com a divulgação do relatório oficial sobre emprego (o chamado "payroll"), que o mercado de trabalho está aquecido, os investidores podem abandonar a teoria de que o Fed (banco central dos EUA) interromperá o ciclo de aumento dos juros em agosto. O indicador de emprego publicado hoje pela Automatic Data Processing (ADP) & Macroeconomic Advisers divulgou previsão de aumento de 368 mil vagas criadas na economia norte-americana em junho, contra uma estimativa média de criação de 170 mil da pesquisa da Dow Jones. O levantamento da ADP engloba a criação de postos no setor privado e não inclui os dados do setor governamental. Os números projetaram o juro dos títulos do Tesouro americano em forte alta e ajudaram os índices futuros de ações a aprofundar as perdas do início do dia, em reação aos testes que a Coréia do Norte realizou ontem e hoje com sete mísseis. Seis deles caíram no Mar do Japão e um, com capacidade para atingir o território norte-americano, falhou. Uma parte das bolsas asiáticas e as bolsas européias aproveitaram a notícia para realizar lucros. No noticiário corporativo, as ações da Marvel Technology Group, de semicondutores, caíram 3,9% depois de a companhia revelar o recebimento de um pedido de investigação da SEC (comissão de valores mobiliários dos EUA) e solicitação de documentos relacionados a prêmios com opções de ações. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.