Bolsas de NY caem com inflação acima do esperado

As Bolsas de Nova York abriram o pregão de hoje em queda, com a inflação ao produtor em dezembro nos EUA acima do esperado e uma previsão desfavorável da Intel pesando mais do que o balanço positivo do JP Morgan Chase. Às 12h43, o índice Dow Jones caía 0,10%, a 12.570 pontos, e o índice Nasdaq cedia 0,27%, a 2.491 pontos. As ações do JP Morgan Chase & Co. subiram 0,3% nas negociações do pré-mercado, depois de o banco, que integra o índice Dow Jones, ter anunciado lucro de US$ 0,99 por ação, acima da estimativa média de US$ 0,95 de analistas consultados pela Thomson Financial. Os bancos, de maneira geral, têm se beneficiado do desempenho dos mercados de ações e do forte ritmo de fusões e aquisições, embora alguns estejam registrando uma desaceleração da receita com atividades de varejo por causa da inversão da curva de juros. A Intel também era destaque no pré-mercado, em baixa de 4,1%, um dia após divulgar seu balanço e informar que prevê margem bruta de 49% para o primeiro trimestre e de algo em torno de 50% para todo o ano de 2007. Essas previsões para a margem, acompanhadas de perto pelos investidores, foram consideradas decepcionantes. Separadamente, investigadores da União Européia recomendaram que a comissária antitruste do bloco, Neelie Kores, acuse formalmente a empresa de práticas desleais de concorrência no mercado de chips para computadores, disse uma fonte próxima ao caso. McDonald's subia 1%, com a informação de que suas vendas aumentaram 7,2% em dezembro e 6,3% no quarto trimestre. Cablevision Systems Corp. recuava 0,8%, depois de um comitê especial do grupo ter rejeitado uma oferta revisada da Dolan Family Group. Esta é a segunda tentativa frustrada dos Dolans para fechar o capital da companhia. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.