Bolsas de NY caem com receio sobre rumos da crise

Os mercados abriram temerosos com os rumos da cúpula da UE e sob o peso de dados ruins do setor imobiliário

Luciana Antonello Xavier, correspondente,

25 de outubro de 2011 | 11h45

As bolsas de Nova York abriram em queda, com investidores receosos diante da reunião de cúpula da União Europeia (UE), que irá ocorrer amanhã. Além disso, dados sobre os preços de imóveis nos Estados Unidos divulgados na manhã de hoje mostram que o mercado imobiliário segue fraco no país. Perto das 11h45 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 1,02%, o Nasdaq recuava 1,26%, o S&P 500 cedia 1,16%.

Os preços dos imóveis subiram 0,2% em agosto nos EUA, o quinto mês consecutivo de ganhos, conforme mostrou mais cedo o índice que mede o desempenho do setor. No entanto, na comparação com agosto de 2010, os preços caíram 3,8%.

Na Europa, a quarta-feira será um dia crucial, pois a reunião de cúpula da UE é tida como o prazo final para que os líderes da zona do euro cheguem a um acordo sobre as medidas necessárias para resolver a crise da dívida e os problemas dos bancos na região. Hoje, o primeiro-ministro da França, François Fillon, disse que, se a cúpula fracassar, a Europa poderá entrar "num território desconhecido".

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEUANova YorkEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.