Bolsas de NY e petróleo não reagem à Tailândia

Os contratos futuros do petróleo caem cerca de US$ 1,00, pressionados por uma nova onda de vendas dos fundos. O movimento teve início entre os contratos de gasolina. A notícia sobre o golpe militar na Tailândia não provocou reação no complexo de petróleo. Na Bolsa de Nova York, as vendas concentram-se no setor de tecnologia, por causa do alerta da Yahoo!. Executivos da companhia disseram ter observado desaceleração na publicidade para companhias de serviços financeiros e de automóveis, o que prejudicará seu resultado por ação do terceiro trimestre. As ações da Yahoo! chegaram a cair 12%. O juro dos títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) acentuaram a queda com a Tailândia, em movimento de fuga para qualidade. Às 14h03 (horário de Brasília), o contrato de outubro do petróleo negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) caía 1,88% para US$ 62,60 o barril. O juro do papel de 10 anos caía 1,42% para 4,7467%. O índice Nasdaq, de Nova York, cedia 1,22% e as ações da Yahoo operavam com desvalorização de 12,41%. Dow Jones caía 0,51% e S&P 500 perdia 0,60%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

19 de setembro de 2006 | 14h25

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.