Bolsas de NY encerram em baixa após dados de inflação

O mercado norte-americano de ações fechou em queda, embora com os principais índices bastante acima das mínimas do dia, depois de indicadores econômicos provocarem o ressurgimento das preocupações quanto à política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). Segundo o Departamento do Comércio, o núcleo do índice de preços dos gastos com consumo subiu 2,4% no ano em junho, ficando bastante acima da faixa de 1% a 2% que é considerada a "zona de conforto" do Fed. Ao mesmo tempo, o componente de preços pagos do índice de atividade industrial dos gerentes de compras (ISM) subiu para 78,5 em julho, de 76,5 em junho. "Claramente, os números da inflação não foram bons, e vieram depois de todo mundo ter ficado convencido de que o Fed faria uma pausa em sua próxima reunião. Os números de hoje mudaram significativamente aquela convicção", comentou Stephen Massocca, da Pacific Growth Equities. Entre as componentes do índice Dow Jones, o destaque negativo foi General Motors, que divulgou informe de vendas de julho, e recuou 2,89% (as ações da Ford recuaram 1,35%). As ações da Verizon Communications, que divulgou informe de resultados, perderam 1,63%. Entre as empresas que divulgaram resultados também estavam Qwest Communications (+7,8%), Burger King (-13%), Eastman Kodak (-14%), IAC (+5,9%), MetLife (+1,3%) e Celanese (-10%). As da Cendant subiram 22%; a empresa concluiu a separação da Wyndham Worldwide e da Realogy e completou sua recompra de bônus, dando os últimos passos para se transformar em Avis Budget Car Rental. Os destaques da lista de empresas que deverão divulgar resultados nesta quarta-feira são Alcan, Barrick Gold, Beckman Coulter, Clorox, Dean Foods, Devon Energy, Mastercard, Napster, Nationwide Financial, Procter & Gamble, Prudential Financial, Starbucks, Time Warner e TRW Automotive. O índice Dow Jones fechou em queda de 59,95 pontos (0,54%), em 11.125,73 pontos. A mínima foi em 11.083,86 pontos e a máxima em 11.185,28 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 29,48 pontos (1,41%), em 2.061,99 pontos, com mínima em 2.052,75 pontos e máxima em 2.080,34 pontos. O Standard & Poor's-500 caiu 5,74 pontos (0,45%), para 1.270,92 pontos. O NYSE Composite recuou 36,02 pontos (0,44%), para 8.206,10 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 1,667 bilhão de ações, de 1,624 bilhão ontem; 1.276 ações subiram, 2.046 caíram e 138 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 1,694 bilhão de ações negociadas, de 1,623 bilhão ontem, com 861 ações fechando em alta e 2.154 em queda. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

01 de agosto de 2006 | 18h27

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.