Bolsas de NY fecham em alta com declaração de Yellen

As bolsas dos EUA fecharam a última sessão do trimestre nesta segunda-feira, 31, em alta e o índice S&P-500 agora acumula cinco trimestres consecutivos de ganhos, o que não acontecia desde o período até o terceiro trimestre de 2007. Os volumes, porém, foram inferiores às médias recentes.

Agencia Estado

31 de março de 2014 | 18h36

O mercado reagiu positivamente à declaração da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, de que ainda há "uma capacidade ociosa considerável" no mercado de mão de obra e que será necessário manter a política monetária acomodatícia "por algum tempo". "Esse compromisso extraordinário ainda é necessário e será por algum tempo, e acredito que essa opinião é compartilhada amplamente por meus colegas formuladores de políticas no Fed", afirmou Yellen.

"Estamos começando o segundo trimestre mais ou menos onde começamos o primeiro: sem muitas mudanças e ainda preocupados sobre se veremos um crescimento melhor", comentou a estrategista Late Warne, da Edward Jones.

Entre os indicadores divulgados pela manhã, o índice de atividade dos gerentes de compras de Chicago (ISM) caiu para 55,9 em março, de 59,8 em fevereiro. O índice de atividade regional do Fed de Dallas ficou em 4,9 em março, de 0,3 em fevereiro. Nesta terça saem os índices de atividade industrial de gerentes de compras referentes a março (Markit e ISM).

Ações de tecnologia que haviam caído muito na semana passada estavam entre as que mais subiram. "Acho que os vendedores ficaram exaustos", comentou David Seaburg, da corretora Cowen.

Entre os destaques da sessão estavam as ações da Biogen Idec, que subiram 3,99% depois de a autoridade reguladora FDA aprovar seu novo medicamento para hemofilia B. As da Micron Technology avançaram 7,99%. Entre as componentes do Dow, os destaques foram Microsoft (+1,76%), Visa (+1,78%) e United Technologies (+1,77%).

O índice Dow Jones fechou em alta de 134,60 pontos (0,82%), em 16.457,66 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 43,23 pontos (1,04%), em 4.198,99 pontos. O S&P-500 fechou em alta de 14,72 pontos (0,79%), em 1.872,34 pontos.

No mês de março, o Dow acumulou uma alta de 0,83%, o Nasdaq caiu 2,53% e o S&P-500 subiu 0,69%. No primeiro trimestre de 2014, o Dow acumulou uma baixa de 0,72%, o Nasdaq subiu 054% e o S&P-500 avançou 1,30%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsas de Valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.