Bolsas de NY fecham em alta, mas têm perdas no mês

Índice Dow Jones fechou em alta de 1,03%, Nasdaq avançou 1,37% e o S&P-500 subiu 1,06%

Renato Martins, da Agência Estado ,

31 de maio de 2011 | 18h23

O mercado norte-americano de ações voltou do fim de semana prolongado para fechar em alta. Os investidores ignoraram indicadores econômicos fracos divulgados nos EUA e reagiram positivamente ao anúncio da possibilidade de um novo plano de ajuda financeira para a Grécia.

Informes de que o governo da Alemanha estaria estudando abandonar sua preferência por um reescalonamento da dívida grega, de modo a facilitar um novo pacote de ajuda, fizeram subir as ações europeias e acabaram por beneficiar as Bolsas dos EUA.

"Qualquer alívio não será sustentável; haverá mais problemas. O que eles estão falando sobre a Grécia não vai resolver o problema, mas o mercado está se aproveitando de um suspiro de alívio, por poder chutar a lata um pouco mais adiante na estrada", comentou Brad Sorensen, diretor de análise da Charles Schwab.

Já o estrategista Kent Engelke, da Capitol Securities Management, disse não estar preocupado com os indicadores econômicos fracos. "Me diga algo de novo sobre o setor de moradias. Sob a superfície, a atividade econômica está na verdade mais forte do que se previa", afirmou Engelke, para quem os índices de atividade industrial regionais são "voláteis" e têm sido contrabalançados por indicadores fortes da atividade em termos nacionais.

Entre as componentes do índice Dow Jones, os destaques foram Alcoa (+2,00%), Pfizer (+2,48%) e Cisco Systems (+2,07%). As ações do setor de petróleo subiram, em reação à alta dos preços do produto (ExxonMobil +1,02%, Chevron +1,65%).

No setor de tecnologia, as ações da Apple subiram 3,09%, depois de a empresa anunciar que vai lançar um serviço de aplicativos via internet, o iCloud, em sua conferência anual de desenvolvedores de software, na próxima semana.

O índice Dow Jones fechou em alta de 128,21 pontos (1,03%), em 12.569,79 pontos. O Nasdaq avançou 38,44 pontos (1,37%), para 2.835,30 pontos. O S&P-500 fechou em alta de 14,10 pontos (1,06%), em 1.345,20 pontos. O NYSE Composite fechou em alta de 90,94 pontos (1,08%), em 8.477,28 pontos. No mês de maio, o Dow acumulou uma queda de 1,88%, o Nasdaq, uma perda de 1,33% e o S&P-500, uma baixa de 1,35%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaqGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.