Bolsas de NY fecham em alta pela segunda vez seguida

As bolsas de Nova York encerraram o pregão desta segunda-feira, 19, em alta pela segunda vez seguida puxadas pelas ações do setor de tecnologia e pelos papéis de baixa capitalização, que sofreram com uma recente onda de vendas.

Agencia Estado

19 de maio de 2014 | 18h53

O índice Dow Jones fechou em alta de 20,55 pontos (0,12%), aos 16.511,86 pontos. O índice Nasdaq teve ganho de 35,23 pontos (0,86%), e encerrou em 4.125,82 pontos. O índice S&P 500 fechou em alta de 7,22 pontos (0,38%), aos 1.885,08 pontos.

Com a temporada de balanços do primeiro trimestre chegando ao fim, os investidores agora estão focados em notícias corporativas e na recuperação de alguns dos setores mais atingidos nos últimos dias no mercado.

O índice Russell 2000, de baixa capitalização, subiu 11 pontos (1,0%) na sessão de hoje, recuperando-se das perdas das últimas semanas. "Para mim, parece que existem algumas oportunidades no mercado de small-caps após a onda de vendas no início do ano", disse o diretor de investimentos da Global Capital, Chris Bertelsen, que também afirmou ter comprado ações de empresas de mídias sociais nas últimas semanas.

Ações de biotecnologia e de empresas de mídia social também tiveram fôlego na sessão. O índice Nasdaq de Biotecnologia avançou 1,5%. As ações da Netflix subiram 4,2%, as do Facebook ganharam 2,1% e as da Tesla Motors avançaram 2,4%.

Os papéis da DirecTV caíram 1,8% depois do anúncio de sua aquisição por US$ 49 bilhões pela AT&T, que cedeu 1%.

Na Europa, as bolsas fecharam sem direção única, pressionadas por temores renovados sobre a China e o noticiário corporativo, mas com algumas delas garantindo ganhos modestos no final da sessão em meio à valorização das ações em Nova York. O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia com ligeira baixa de 0,14%, a 338,51 pontos. A Bolsa de Londres fechou em queda de 0,16%, a de Paris subiu 0,30% e a de Frankfurt avançou 0,31%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsas de Valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.