Bolsas de NY fecham em baixa com setor energético

Os principais índices de ações do mercado norte-americano fecharam em leve baixa, após oscilarem com alguma volatilidade ao longo do dia, com os investidores pesando as notícias de balanços, a proposta do presidente Barack Obama para a reforma do setor de saúde e a aquisição da Smith Internacional pela Schlumberger por US$ 11 bilhões.

SUZI KATZUMATA, Agencia Estado

22 de fevereiro de 2010 | 19h50

As ações do setor de energia registraram as piores perdas, mesmo com o preço do petróleo subindo acima de US$ 80 por barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). As ações da Schlumberger caíram 3,65% depois de lançar a oferta para comprar a Smith International, em um acordo que vai criar a maior companhia de serviços financeiros do mundo. As ações da Smith subiram 8,83%.

As ações da rival Halliburton fecharam em baixa de 2,42%. As duas componentes de energia do índice Dow Jones também registraram perdas: ExxonMobil -0,71% e Chevron -1,47%. Por outro lado, as ações do setor de saúde se recuperaram depois de um declínio inicial na sequência do anúncio do plano de Obama. Aparentemente, os observadores do mercado não ficaram perturbados pela proposta de US$ 950 bilhões.

As ações da companhia de seguro-saúde subiram 1,38%, enquanto as da WellPoint fecharam em alta de 1,66%. Entre as blue chips, Merck caiu 0,99% e Pfizer recuou 0,22%, ambas fechando acima das mínimas intraday.

No setor financeiro, Bank of America liderou os ganhos com uma alta de 2,08%, depois que um juiz federal aprovou um acordo de US$ 150 milhões entre o banco e a Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM norte-americana) sobre as descobertas dos BofA antes de sua aquisição do Merrill Lynch no ano passado.

Entre as empresas que divulgaram balanços, a varejista Lowe''s anunciou lucro e receita acima do esperado no seu quarto trimestre fiscal e disse que as vendas continuarão a crescendo no ano fiscal 2010. Apesar da perspectiva positiva, as ações da Lowe fecharam em baixa de 0,26%.

O índice Dow Jones caiu 18,97 pontos (0,18%) e fechou com 10.383,38 pontos, interrompendo uma sequência de quatro fechamentos positivos. O Nasdaq recuou 1,84 ponto (0,08%) e fechou com 2.242,03 pontos. O S&P-500 caiu 1,16 pontos (0,10%) e fechou com 1.108,01 pontos.

Na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse, na sigla em inglês), o volume alcançou 944,4 milhões de ações negociadas, de 1,121 bilhão de ações na sexta-feira. No Nasdaq, o volume somou 1,814 bilhão de ações; 1.431 ações subiram e 1.272 caíram. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas, NY, Nyse

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.