Bolsas de NY fecham em forte alta, apesar do petróleo

O mercado norte-americano de ações fechou em alta forte, apesar de os preços do petróleo terem subido para novos recordes. O mercado comemorou o fato de o núcleo do índice de preços ao produtor (PPI) de março ter ficado abaixo das previsões e reagiu favoravelmente à ata da última reunião do Federal Reserve (banco central norte-americano), que indicou a possibilidade de uma suspensão do ciclo de elevações das taxas de juro. "O fato de o núcleo do PPI ter ficado abaixo do que se previa aliviou as preocupações com a inflação dos preços da energia. Também recebemos um informe mostrando um declínio no número de novas construções de residências - o que o Fed deverá considerar positivo - e também a ata da última reunião do Fed, que diz que a maioria dos participantes acreditava que o fim do ciclo de apertos está próximo", resumiu o analista Clark Yingst, da Joseph Gunnar. Entre as ações que mais subiram estavam as de empresas de setores diversos que divulgaram informes de resultados, como as do laboratório Pharmaceutical Product Development (+12%), as da agência de empregos Manpower (+7,8%) e as da produtora de carvão Peabody Energy (+10%). Todas as 30 componentes do índice Dow Jones subiram, com destaque para Hewlett-Packard, com alta de 4,53%, depois de a empresa anunciar que vai estudar novas aquisições. As da IBM subiram 2,05% e as da Motorola avançaram 2,12%; ambas divulgariam resultados depois do fechamento. As da Exxon Mobil subiram 2,40%, em reação à alta dos preços do petróleo. A expectativa do fim do ciclo de apertos monetários do Fed beneficiou ações de indústrias como Caterpillar (+3,22%), United Technologies (+2,43%), General Dynamics (+3,42%), Alcoa (+3,41%) e DuPont (+1,63%), além das do setor financeiro (American Express +2,55%, JP Morgan +1,43%). As da Merrill Lynch, que divulgou resultados, subiram 1,17%. Também divulgaram resultados a Johnson & Johnson (+0,83%) e a Dow Jones & Co. (-3,8%). O índice Dow Jones fechou em alta de 194,99 pontos (1,76%), em 11.268,77 pontos. A mínima foi em 11.074,58 pontos e a máxima em 11.280,45 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 44,98 pontos (1,95%), em 2.356,14 pontos, com mínima em 2.318,27 pontos e máxima em 2.357,46 pontos. O Standard & Poor's-500 subiu 22,32 pontos (1,74%), para 1.307,65 pontos. O NYSE Composite avançou 147,29 pontos (1,79%), para 8.389,44 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 1,846 bilhão de ações, de 1,283 bilhão ontem; 2.653 ações subiram, 696 caíram e 121 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,260 bilhões de ações negociadas, de 1,845 bilhão ontem, com 2.194 ações fechando em alta e 863 em queda. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.