Bolsas de NY fecham sem direção única após ata do Fed

Os índices acionários dos Estados Unidos encerraram sem direção definida nesta quarta-feira, 10, refletindo a indefinição da ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), que mostrou uma divisão entre os membros do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) sobre a continuidade do programa de estímulos à economia do país.

Agencia Estado

10 de julho de 2013 | 18h36

O índice Dow Jones caiu 8,68 pontos (0,06%) e fechou a 15.291,66 pontos. Em contrapartida, o S&P 500 ganhou 0,30 ponto (0,02%), encerrando a 1.652,62 pontos, enquanto o Nasdaq avançou 16,50 pontos (0,47%), para 3.520,76 pontos. Tanto Nasdaq quanto S&P cravaram a quinta alta consecutiva, a maior sequência de ganhos desde 8 de maio. O Nasdaq renovou sua máxima desde pelo menos setembro de 2010.

Após subir ligeiramente com a divulgação da ata do Fomc, as ações perderam força e os índices fecharam próximos da estabilidade. Segundo a ata, metade dos membros do comitê acredita que as compras de bônus devam terminar este ano, sugerindo uma divisão clara sobre o futuro da política de estímulos. O fim das compras de ativos este ano não estaria de acordo com o cronograma estabelecido por Ben Bernanke, presidente do Fed, que acreditava que o fim dos estímulos aconteceria apenas na metade de 2014.

Após o encerramento do pregão, Bernanke falou sobre a história da política monetária no National Bureau of Economic Research, em Boston. Segundo ele, provavelmente o Fed não irá elevar sua taxa de juros por algum tempo após o desemprego atingir 6,5%, "gatilho" estabelecido pelo próprio banco central para a manutenção da taxa em níveis excepcionalmente baixos.

Entre os indicadores divulgados mais cedo, os estoques de petróleo dos EUA caíram 9,874 milhões de barris na semana encerrada em 5 de julho, para 373,918 milhões de barris. Além disso, os estoques no atacado nos EUA caíram 0,5% em maio, enquanto as vendas subiram 1,6% no mesmo período.

No noticiário corporativo, as ações da varejista Family Dollar Stores subiram 7,11% depois que a companhia reportou lucro melhor do que o esperado no terceiro trimestre fiscal e aumento nas vendas no conceito mesmas lojas.

Na Europa, o índice pan-europeu Stoxx 600 se recuperou das perdas iniciais e fechou com alta de 0,09% mesmo com os novos temores em relação à situação econômica da Itália, após o rebaixamento do rating da Itália para BBB pela agência de classificação de risco Standard & Poor''s.

Na Ásia, os dados de comércio externo da China registraram quedas surpreendentes. As exportações caíram 3,1% em junho, enquanto as importações recuaram 0,7%. O resultado prejudicou o desempenho das ações de empresas ligadas às commodities. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasNova Yorkfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.