Bolsas de NY ganham força após comentários de Dudley

As bolsas de Nova York acentuaram seus ganhos após o discurso do presidente do Federal Reserve de Nova York, William Dudley, que afirmou que ainda é muito cedo para dizer como o banco central vai ajustar suas compras de bônus e que existe um risco dos mercados financeiros "exagerarem" na reação a esse futuro aperto monetário.

Agencia Estado

21 de maio de 2013 | 14h32

Dudley comentou que o Fed não foi agressivo o bastante na resposta inicial à crise financeira e lembrou que o banco central pode manter os bônus que vem comprando na sua carteira até o vencimento, sem ser necessário vendê-los. Ele também disse que o Fed pode optar por avisar os mercados que vai evitar as vendas de títulos lastreados em hipotecas (MBS, na sigla em inglês) no início da redução dos estímulos.

Por volta das 14h20 (pelo horário de Brasília) o índice Dow Jones subia 0,45%, o Nasdaq ganhava 0,31% e o S&P 500 avançava 0,35%. Já o dólar perdeu força e nesse momento era negociado a US$ 1,2904, de US$ 1,2883 no fim da tarde de segunda-feira, 20. Em relação à moeda japonesa, o dólar avançava a 102,51 ienes, de 102,25 ienes na segunda-feira, 20. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
NYbolsasDudley

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.