Bolsas de NY operam em alta perto do fechamento

O índice Dow Jones e o S&P-500, da Bolsa de Nova York, reverteram as perdas do dia e passaram a oscilar em leve alta na última meia hora de sessão, depois de terem passado a maior parte do dia em território negativo, pressionados pelo setor de energia, apesar dos contratos futuros de petróleo terem reduzido as perdas antes do fechamento. O Nasdaq, da Bolsa eletrônica, segue sustentando um modesto ganho, com o setor de tecnologia recebendo suporte da Apple Computer, que finalmente apresentou seu novo aparelho, o iPhone. "A inabilidade do mercado de ter um desempenho melhor, considerando o significativo declínio do setor de energia é um tanto desanimador", disse o estrategista de mercado Michael Sheldon, da Spencer Clark. "Não é um grande sinal para a saúde do mercado geral", acrescentou. Os participantes do mercado estão ponderando se a queda dos preços do petróleo e das commodities é o último sinal de uma desaceleração econômica iminente, o que seria ruim para os lucros das empresas, ou se se trata de uma correção do setor, o que aliviaria a pressão de custos sobre os lucros corporativos, de acordo com Sheldon. As ações da Apple registram um ganho de 7,44% depois que seu executivo-chefe, Steve Jobs, apresentou novos produtos na feira MacWorld, incluindo um aparelho que combina o iPod com um telefone celular, batizado de iPhone. Por outro lado, as ações de outros fabricantes de aparelhos de mão wireless (sem fio) despencaram, com a Research in Motion (BlackBerry) recuando 7,53%. Às 18h33 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 2 pontos, ou 0,02%, o Nasdaq avançava 9 pontos, ou 0,38%, e o S&P-500 registrava ganho de 1 ponto, ou 0,08%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.