Bolsas de NY oscilam com alerta no setor de hipotecas

Os principais índices das Bolsas norte-americanas estão voláteis, com os investidores preocupados com o mercado de empréstimo hipotecário subprime (de maior risco) norte-americano. Além disso, pesa no mercado a expectativa com a forte agenda de indicadores para a semana, que inclui os índices de preços ao produtor (PPI) e consumidor (CPI), confiança do consumidor, vendas no varejo e diversos dados de atividade manufatureira. Às 11h39 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,07%, o Nasdaq ganhava 0,19% e o S&P 500 cedia 0,06%. O setor de empréstimos subprime está de volta ao centro das atenções. As ações da New Century Financial, segunda maior neste segmento nos EUA, foram suspensas da negociação após o anúncio de que todas suas unidades bancárias de empréstimo reduziram os volumes de recursos direcionados às carteiras subprime ou disseram que estão prestes a fazê-lo. As ações da empresa chegaram a cair 56% no pré-mercado. Já a Countrywide Financial também informou hoje que o volume de empréstimos subprime realizados em fevereiro caíram, com a companhia apertando os critérios de empréstimos como resposta ao aumento no número de não-pagamentos nos empréstimos hipotecários subprime. As ações da Countrywide perdiam 2%. As ações da Akzo Nobel subiam 0,6%, após a companhia farmacêutica ter anunciado a venda da Organon BioSciences para a Schering-Plough por 11 bilhões de euros (US$ 14,4 bilhões). Já a Ford Motor anunciou a venda da divisão Aston Martin para um grupo de investidores por US$ 848 milhões. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.